segunda-feira, 21 de abril de 2014

Plantas que curam


Dente de Leão
(Taraxacum officinale)


DAMIANA (Turnera aphrodisiaca): Usada em casos de alcoolismo, anorexia, asma, bronquite, desordens respiratórias, depressão, dispepsias, desinterias, problemas dos rins e bexiga, dores de cabeça e como próprio nome sugere, na impotência sexual, como afrodisíaco e nos problemas da libido.

DENTE DE LEÃO (Taraxacum officinale): Tônico hepático, diurético e depurativo do sangue, age no fígado e nos rins. É indicado também para diabéticos. Consumido em saladas, sucos ou chás é antiescorbútico, antiácido e laxante.

DOURADINHA (Waltheria douradinha): Diurético, é indicado nas inflamações da bexiga e ajuda a eliminar pedras. Usa-se em todas os problemas pulmonares, bronquite e tosse.


         

(Maytenus ilicifolia)

E

EMBAÚBA (Cecropia palmata): Poderoso diurético, que ameniza a pressão e regula as batidas do coração. Não é recomendado o uso contínuo.

ENDRO (Anethum graveolens): É usado popularmente para combater enjôo, irritação e inflamações da garganta. Combate gases e cólicas.

EQUINÁCEA (Equinacea angustifólia): Considerada antibiótica e antiinflamatória, possui mais de 20 óleos essenciais. Possui terpenos (pentadecadieno), substâncias com possíveis propriedades oncolíticas (bloqueiam e destroem muitas células cancerígenas), equinacosídeo (que possui efeito antibiótico sobre estafilococos) e fungicida (destrói os fungos).

ERVA BALEEIRA (Cordia verbanacea): Indígenas brasileiros utilizavam esta planta como um poderoso antiinflamatório. Ainda hoje, a medicina popular se rende aos poderes da erva-baleeira, especialmente nas comunidades litorâneas, onde ela é usada na forma de pomada, extrato ou folhas maceradas para curar ferimentos provocados por acidentes com peixes nas pescarias. Especula-se, inclusive, que o nome "baleeira" seja inspirado justamente nesta associação com o uso da planta por pescadores e por ser abundante nas regiões litorâneas. Seu uso popular é largo e variado: é usada contra artrite, reumatismo, artrose, contusões e em todo tipo de inflamação, inclusive na forma de bochechos para aliviar dores de dente e tratar inflamações bucais. Além disso, é indicada contra úlceras. Seus poderes como cicatrizante e antiinflamatória é que fizeram a fama desta planta. Em algumas regiões, as folhas da erva-baleeira são cozidas e aplicadas sobre feridas para acelerar a cicatrização.

ERVA DE BICHO (Polygonum acre, hydropiper): A planta seca é usada no preparo de compressas e infusões. É hemostática, depurativa, adstringente e diurética. Amplamente empregada no Brasil contra reumatismo e ferimentos. Tem a fama de amenizar hemorragias, hemorróidas e varizes. Tem fama de melhorar o desempenho cerebral e o raciocínio. Não deve ser usada por mulheres grávidas.

ERVA CIDREIRA (Lippia alba): O chá relaxa o sistema nervoso, induz ao sono e acalma as emoções. Ajuda nas cólicas, espasmos e gases. Possui propriedades digestivas. Indicada nas taquicardias e depressões, alívio das dores de cabeça e da pressão alta.

ERVA DOCE (Pimpinella anisum): A semente da erva-doce favorece as secreções salivares, gástricas e a lactação. É indicado em dispepsias nervosas, enxaquecas de origem digestiva, cólicas infantis, deficiências cardiovasculares (palpitações e angina), asma, espasmos brônquicos. Popularmente é muito conhecida por ajudar a aumentar o leite materno. Ajuda a acalmar cólicas menstruais e gases intestinais. O infuso das sementes acalma a excitação nervosa e insônia. Evitar o uso prolongado, pois pode causar intoxicação e confusão mental.

ERVA SANTA MARIA (Chenopodium ambrosioides): As folhas secas afugentam insetos caseiros. Pode ser usada como vermífugo e tônico digestivo. Popularmente é usada contra hemorróidas, varizes, para facilitar a menstruação, a circulação e combater doenças nervosas. Sua infusão e tintura aliviam bronquite e tosse.

ERVA DE SÃO JOÃO (Hiperycum perforatum): Ver "Hipérico" na letra H.

ERVA MATE (Ilex paraguayensis): Indicada como estimulante dos vervos, digestiva, auxiliar nas afecções dos rins e bexiga, reumatismo e dispepsias. Laxativa. Em função da caféina, é estimulante da atividade cerebral, combate o cansaço. Sua infusão é ótima auxiliar nos regimes de emagrecimento.

ESPINHEIRA SANTA (Maytenus ilicifolia): Na medicina popular a planta espinheira-santa é famosa no combate à úlcera e outros problemas estomacais como gases, má digestão, gastrite crônica e azia, males dos rins e fígado.
As folhas, frescas ou secas, são utilizadas no preparo de infusões para uso interno e externo. O efeito cicatrizante também pode ser observado como auxiliar no tratamento de problemas da pele, como acnes, feridas e eczemas. O uso mais comum da Espinheira Santa é como auxiliar no tratamento de gastrites e úlceras gástricas e duodenais. A indicação popular do chá feito das folhas da Espinheira Santa foi comprovada cientificamente por vários pesquisadores (Carlini & Bráz, 1988; Faleiros et al., 1992; Ferreira et al., 1996; e Carvalho et al., 1997).Seu uso é indicado para combater as fermentações anormais do intestino, normalizando as funções gastrointestinais, é ainda antisséptica e cicatrizante. No final da década de 80, a Central de Medicamentos (Ceme) divulgou um estudo oficial em que comprova as propriedades terapêuticas desta erva. Os índios brasileiros a empregavam no tratamento de tumores – o que pode ter dado origem a nomes populares como “erva cancerosa”. Seu efeito cicatrizante também é observado sobre afecções da pele.

EUCALIPTO AROMÁTICO (Eucaliptus globulus): Poderoso aintiséptico, é indicado para uso em inalações, para problemas pulmonares, bronquite, asma e inflamações da garganta. O óleo essencial de sua folhas é famoso por suas propriedades germicidas. Usado também nas dores musculares e reumatismo. A casca da árvore ou o chá das folhas é usado para combater gripes e resfriados.



Funcho (Foeniculum vulgare)

FÁFIA (Pfaffia paniculata): Popularmente conhecida como ginseng brasileiro, tem uma longa lista de indicações medicinais. É tida como rejuvenescedora, revitalizante e inibidora de tumores. Seria, ainda, estimulante das funções sexuais e agente de combate ao stress.

FEIJÃO BRANCO (Phaseolus vulgaris): Recentemente, cientistas de todo o mundo começaram a investigar a faseolamina, uma substância extraída a partir do Feijão Branco. A Faseolamina tem como propriedade inibir a atividade da enzima alfa-amilase humana que é responsável pela transformação do amido (carboidrato) ingerido, em glicose. Essa enzima, presente na saliva e liberada pelo pâncreas no intestino, atua após a alimentação, durante o processo de digestão, quebrando os amidos ingeridos e convertendo-os nos açúcares da circulação sangüínea, o que irá causar o aumento da glicemia (taxa de açúcar no sangue). Com a inibição da enzima alfa-amilase, os amidos não conseguem ser digeridos e são enviados diretamente ao intestino para sua eliminação através das fezes. Esse mecanismo apresenta uma alternativa segura para as dietas de emagrecimento e para diabéticos que precisam diminuir a quantidade de açúcar circulante.

FOLIA MAGRA (Cordia ecalyculata Vell; salicifolia): Também conhecida como chá-de-bugre, cafezinho e cafá-do-mato, a Pholia Magra, é uma planta nativa do Brasil que tem alcançado fama mundial por ajudar a combater a obesidade. Estudos indicam que esta planta medicinal da farmacopéia brasileira pode atuar no sistema nervoso central, causando uma atividade supressora do apetite, contribuindo, ainda, para uma maior queima de gorduras localizadas principalmente do abdômen, além de atuar também como estimulante no sistema imunológico. Princípios constituintes da Pholia Magra ajudam a evitar o depósito de gorduras na parede das artérias coronarianas, diminuindo os riscos de problemas cardíacos. Em razão dos seus constituintes (alantoína, cafeína, potássio, tanino e óleos essenciais) age também como diurético, contribuindo para a redução dos depósitos de celulite, pois, estimula a circulação e possui ação energética por seu efeito termogênico. Estudos realizados em laboratório revelaram que a planta apresenta baixa toxicidade e uma de suas maiores vantagens é que pode ser um coadjuvante natural para auxiliar no tratamento da obesidade, sem os efeitos indesejáveis que os outros produtos para emagrecimento causam. A Pholia Magra é muito conhecida nos Estados Unidos, para onde tem sido exportada como a erva anti-barriga.

FUCUS - alga - (Fucus vesiculosos): É uma alga castanha, extremamente abundante nos rochedos das costas do Atlântico, Pacífico e mar do Norte. Muito utilizada no século XVIII para o tratamento da asma e das doenças de pele. Os anglo-saxões dos litorais utilizavam-no na alimentação. A planta possui ação estimulante da tireóide, é diurética, depurativa do sangue e complemento mineral. Pela riqueza em elementos que absorve do seu meio natural e que são transferidos para o organismo humano, é usado como complemento alimentar. Pelo seu teor de iodo estimula a tireóide, ajudando a regularizar a produção de hormônio tireotrofina e acelerar o metabolismo de glicose e ácidos graxos. Por essa razão é muito utilizado como auxiliar no tratamento da obesidade. Também pela ativação do metabolismo e pela presença de mucilagens, ajuda a promover um aumento do trânsito intestinal, possuindo ainda ligeira ação diurética. Como fitocosmético é utilizado no tratamento da celulite. O uso é contra-indicado para pessoas com hipersensibilidade ao iodo, com hipertireoidismo, problemas cardíacos gravidez e lactação.

FUNCHO (Foeniculum vulgare): Indicado contra a azia, bronquite, cólicas, gases, dispepsias, diarréia, problemas do fígado, estômago e rins. A infusão é útil nos problemas oculares e conjuntivite. O anetol, o composto que lhe dá o cheiro e sabor característicos, é considerado estimulante das funções digestivas. Em concentrações elevadas os óleos essenciais do funcho apresentam atividade inseticida.

FIGUEIRA (Ficus carica): Indicada em casos de prisão de ventr, esgotamento físico, faringite, bronquite e tosse. Em uso externo combate feridas, furúnculos e alergias.


         

Ginkgo biloba (Ginkgo biloba)

G

GARCÍNIA CAMBOGIA (GarcinIa cambogia): É uma fruta exótica nativa do Sul da índia, que tem sido usada para dar um sabor peculiar à culinária indiana. O extrato da Garcinia cambogia é obtido pela extração da água do fruto. Não apresenta toxicidade e tem sido uma alternativa bem efetiva para controlar a obesidade e o colesterol, inibindo a lipogênese no corpo. Seu uso é recente no Ocidente, mas a planta tem sido usada por centenas de anos no Oriente como um suplemento alimentar. A Garcínia cambogia é utilizada como um inibidor de apetite e também para bloquear a absorção e síntese da gordura, reduzir os níveis do mau colesterol e dos triglicérides. Trata-se de um ótimo recurso dietético e auxiliar na perda de peso. A Garcinia cambogia tem despertado muito interesse por sua capacidade de reduzir o apetite e a vontade comer doces. O ácido hidroxicítrico é o principal componente encontrado na derme do fruto. Ele é responsável pelas propriedades saciantes da planta.

GARRA DO DIABO (Harpagophytum procumbens): É uma planta que tem sido usada tradicionalmente como antiinflamatória, especialmente no tratamento da artrite reumatóide (inflamação de articulação), artrose, bursite, fibromialgia, dores musculares dos esportistas e tendinite. A garra do diabo pertence, junto do Ginkgo biloba, ao grupo de plantas medicinais mais vendidas no mundo. Usada também nas dores musculares.

GENCIANA (Gentiana lutea): Estimulante digestivo, depurativa, indicada na falta de apetite, anorexia, problemas gastrointestinais. Na medicina popular é usada como antitérmica e vermífuga. É contra indicado em casos de úlcera gástrica.

GENGIBRE (Zingiber officinalis): Estimulante gastrointestinal, é ainda um bom anti-inflamatório que apresenta resultados contra o reumatismo e artrites. O gengibre tem muitos usos na medicina popular, principalmente em razão de suas propriedades estimulantes e carminativas. É ingerido para combater doenças respiratórias e problemas da garganta. Descobriu-se também que é eficaz contra enjôos de viagem e no tratamento da ressaca.

GERGELIM (Sesamum indicum): Ajuda a combater o esgotamento nervoso e mental, ameniza o stress e a perda de memória. É usado popularmente para combater a depressão, taquicardia e ansiedade. Trata-se de excelente complemento nutricional.

GINKGO (Ginkgo biloba): Árvore considerada um fóssil vivo, ancestral do carvalho, é mencionada nos escritos chineses de 2800 anos A.C. e considerada sagrada no Oriente. Tem ação preventiva e curativa na oxidação das células e no envelhecimento. Estimulante da circulação, atribui-se a ela a propriedade de diminuir a hiperagregação plaquetária, evitando tromboses. Indicado ainda contra tonturas, zumbido no ouvido, artrite e cansaço nas pernas. A planta Ginkgo biloba é conhecida por seus poderes nos casos de micro-varizes, além de ser excelente para a memória. Popularmente é usada como antioxidante natural, pois ajuda a prevenir o envelhecimento precoce. É considerada estimulante da circulação sangüínea, por favorecer a circulação arterial, venosa e capilar. Utilizada em casos de vertigem, labirintite, deficiências auditivas, perda de memória e dificuldade de concentração.

GINSENG COREANO (Panax ginseng): Estimulante e energético, é considerada um tônico sexual e afrodisíaca. Pode elevar a pressão arterial, por isso não é recomendada para hipertensos.

GRÃO DE BICO (Cicer arientinum): Tônico para a memória, é considerado afrodisíaco. É um alimento bom para os diabéticos, pois suas fibras solúveis ajudam a controlar as taxas de açúcar; ajuda a manter a pressão e o colesterol sob controle, combate a anemia e favorece o bom funcionamento do intestino.

GRAVIOLA (Anona muricata): O chá das folhas é considerado emagrecedor, ajuda a diminuir o colesterol e baixar a pressão. Popularmente é indicado nos casos de diabete. O chá das folhas da graviola é usado popularmente para facilitar a digestão, combater gases, insônia e enxaqueca. As etnias da América do Sul e Central utilizam a graviola há séculos no combate e controle de vários problemas, entre eles, diarréias, tosse, asma, astenia e hipertensão. Pesquisas recentes, realizadas nos EUA por mais de 20 laboratórios constataram que a graviola contém substâncias anticancerígenas e citotóxicas.

GUACO (Mikania glomerata): Usada nos males pulmonares, ajuda a limpar os brônquios, auxiliar também nas gripes, resfriados e bronquites, ale, de amenizar inflamações da garganta.

GUAÇATONGA (Casearia sylvestris): Também conhecida como chá de bugre. O chá é usado como emagrecedor, diurético, anticolesterol, para diminuir inchaço das pernas e estimular a circulação. Popularmente é usado ta,bem nas doenças da pele, picadas de cobras e aranhas.

GUARANÁ (Paullinia cupana): Os índios Maués, da Amazônia, urtilizam o guaraná como um extraordinário estimulante, que dá energia física ao organismo. Deve-se ser usado com cautela, pois contém muita cafeína. Indicado em casos de cansaço, esgotamento físico e mental e como tônico sexual.

GUINÉ (Petiveria alliacea): Em razão de sua toxicidade, seu uso se restringe a aplicações externas contra dores nas articulações e reumáticas.


         


Hibisco (Hibiscus sabdariffa)



HAMAMELIS (Hamamelis virginiana): Contendo essencialmente tanino, tem ação adstringente e vasocostritora, diminui as secreções e ativa a circulação. Muito utilizada como shampoos, por ativar a circulação e evitar a queda de cabelos.

HELIOTRÓPIO (Heliotropium europaetum): Antisséptico, cicatrizante e atenuador da febre, é usado popularmente para cicatrizar feridas, ativar a menstruação e estimular o funcionamento da vesícula biliar.

HIBISCO (Hibiscus sabdariffa): Flor avermelhada, com sabor agradável e azedinho, semelhante ao morango, tem efeito laxante suave, melhora a digestão, aumenta a diurese e acalma os nervos. O hibisco tem sido utilizado nos regimes de emagrecimentos como auxiliar nos tratamentos de obesidade. Na medicina popular é usado como anti-espasmódico, anti-inflamatório, redutor da hipertensão, antioxidante natural, afrodisíaco, diurético, laxante suave e auxiliar nas dietas de emagrecimento. Também há indicações de seu uso popular para combater problemas respiratórios, bronquites, gripes e resfriados, gastrite e afecções da pele. O chá obtido a partir do cálice da flor contém polissacarídeos em boas quantidades, além de conter também concentrações elevadas de flavonóides - reconhecidos como protetores contra os radicais livres. Rico em cálcio, magnésio e ferro e nas vitaminas A e C, o hibiscus contém também fitoquímicos, altos teores de antocianinas, ácido tartárico, málico, cítrico e hibístico, fitosteróis, além de quantidade significativa de fibras alimentares. Como emagrecedor, o chá de hibiscus ajuda a estimular o metabolismo e a reduzir o colesterol ruim. Além disso, auxilia na redução das taxas de lipídios e glicose totais no sangue, colaborando na prevenção do desenvolvimento do diabetes tipo 2. A ação diurética do hibiscus é também útil no combate à retenção de líquidos e à celulite.

HIPÉRICO (Hiperycum perforatum): Também conhecido como erva de são joão. Famoso calmante e anti-depressivo, também é anti-inflamatório e cicatrizante. Utilizado em depressões moderadas, nunca em depressões severas. Combate a agitação do sono e distúrbios nervosos.

HORTELÃ-PIMENTA (Mentha piperita): Antisséptica, expectorante, indicada para estafa, dores abdominais, alivia nevralgias, ajuda na respiração e auxilia no combate a gripes e tosses. Muito útil na culinária como tempero e aromatizante.



Inhame (Colacasia esculenta)

I

IPÊ ROXO (Tabebuia impetiginosa): Considerado uma espécie de antibiótico natural, ficou famoso por suas propriedades analgésicas e anticoagulante. É ainda indicado em casos de bronquite, asma e arteriosclerose. O ipê-roxo é tido como um poderoso auxiliar no combate a determinados tipos de tumores cancerígenos. É usado também como analgésico e como auxiliar no tratamento de doenças estomacais e da pele. No passado, foi largamente utilizado no tratamento da sífilis. A árvore do ipê-roxo é alta e tem como característica as flores tubulares arroxeadas. A substância com propriedades terapêuticas é encontrada na casca.

INHAME (Colacasia esculenta): É um dos alimentos medicinais mais valiosos que se conhece, pois favorece a limpeza das impurezas do sangue, dos rins e intestinos, ajudando a fortalecer o sistema imunológico. Acredita-se que aumenta a fertilidade das mulheres, sendo um alimento regulador. O inhame cru é conhecido por ser um fabuloso anti-anêmico.


         

Jaborandi (Pilocarpus jaborandi)


JABORANDI (Pilocarpus jaborandi): Tem como princípio ativo o alcalóide Pilocarpina, que age nas glândulas salivares e sudoríferas. Estimula as secreções gástricas, por isso é um ótimo digestivo. Seu princípio ativo já é largamente usado pela indústria de medicamentos no tratamento do glaucoma. Era utilizado no passado para aguçar o faro de cães de caça. Também indicado no tratamento de doenças do aparelho respiratório. Vários xampus trazem o jaborandi em sua fórmula, tido como um poderoso aliado na luta contra a queda de cabelo. Há anos, a planta vem sendo extraída em grandes quantidades para uso de laboratórios estrangeiros. Suas folhas são usadas nas afecções ruemáticas, artrite, gota, hipertensão arterial e no tratamento de desordens respiratórias.

JAMBOLÃO (Syzygium jambolanium): As folhas são consideradas adstringentes e auxiliar nos casos de diabetes. Os frutos do jambolão também apresentam alta atividade antioxidante e também, ação hipoglicemiante.

JASMIM (Jasminum officinalis): O famoso chá preparado com as flores de jasmim é muito consumido no Extremo Oriente. Na época da China Imperial, era bebida exclusiva dos nobres da corte. Suas propriedades medicinais são muito conhecidas por aliviar o estresse; diminuir a ansiedade, a tensão e a exaustão nervosa. Ajuda a combater os sintomas da depressão, é excelente calmante e favorece um sono tranqüilo. Em compressas, auxilia no tratamento da conjuntivite e problemas da pele. Na medicina popular é usado para aliviar dores de cabeça e enxaqueca.

JATOBÁ (Hymenaea courbaril): A casca e a resina são usadas em afecções das vias respiratórias, vias urinárias e do aparelho digestivo. São indicadas também em casos de bronquite, asma, tosse, coqueluche, laringite, inflamação da bexiga e próstata, cistite e flatulência. Famoso no tratamento contra hemorróidas, fraqueza geral e contra vermes.

JUÁ (Solanum viarum): A casca é utilizada como dentifrício, os frutos são calmantes dos nervos e da azia. A raiz é diurética, ajuda a emagrecer, melhora as funções do fígado e bexiga.

JURUBEBA (Solanum paniculatum): Estimulante das funções digestivas, do fígado e baço. Indicado em casos de insuficiência hepática e prisão de ventre. O seu suco é diurético e tônico, usado contra problemas da bexiga, inflamações do baço e icterícia. Também é indicado popularmente contra erisipelas e abcessos. O chá tem uma indicação muito antiga para combater o amarelão e a hepatite.


         


Kava-Kava ou Kawa-Kawa
(Piper methysticuma)


K

KAVA-KAVA (Piper methysticum): Planta pertencente à Família das Piperáceas, tem sido utilizada há mais de 3 mil anos no tratamento de doenças e em rituais religiosos, em razão de suas propriedades sedativas e relaxantes. A Kava Kava ou Kawa Kawa tem sido reconhecida como uma planta de grande utilidade no tratamento de estados de tensão nervosa, ansiedade agitação e insônia. Os princípios ativos da Kawa Kawa - as kavalactonas - estão sendo estudados cientificamente e os resultado apontam para o fato de que possuem efeito relaxante muscular. Popularmente, a Kava Kava é tida como um ansiolítico natural. Na medicina popular é usada contra dores de cabeça, enxaqueca, resfriados e reumatismo.



Laranja Amarga (Citrus aurantium)


LARANJA AMARGA (Citrus aurantium): Usada contra gripes e resfriados, pois é depurativo e sudorífico, tem vitaminas e sais minerais. Citrus aurantium, conhecida popularmente como laranja-amarga, apresenta propriedades que a permite se ligar a receptores encontrados no tecido gorduroso, ativando o metabolismo e a queima de gordura sem interferir no sistema cardiovascular. Apresenta também propriedades digestivas, melhorando a absorção dos nutrientes e protegendo o estômago. A laranja tem em sua casca a pectina, um carboidrato que ingerido com líquido transforma-se em gel e seu volume gera saciedade. Pela sua capacidade de solubilidade, a pectina forma um gel no intestino, dificultando a taxa de absorção de carboidratos, lipídios e colesterol em excesso. Evidências clínicas e alguns estudos demonstram que determinados tipos de laranja, como a Citrus aurantium, podem acelerar o metabolismo, promovendo assim um maior gasto de calorias; como conseqüência, pode ocorrer a queima de estoques de gordura e a diminuição de algumas medidas. Muitas pessoas hoje buscam alternativas extraídas da natureza para auxiliar no emagrecimento. E algumas substâncias naturais, como as fibras de laranja, são aliadas para equilibrar nossa dieta porque podem auxiliar no funcionamento do intestino e, em alguns casos, causar maior saciedade.

LINHAÇA (Linum usitatissimum): Estudos indicam que a linhaça ajuda a evitar os sintomas da menopausa e prevenir contra os tumores de mama e de ovário. A lignana, presente na linhaça, tem se mostrado útil ao ajudar a restabelecer o equilíbrio hormonal durante a menopausa. O óleo de linhaça é conhecido por ser a principal fonte de ômega 3, ômega 6, ômega 9 e vitamina E. A carência destes nutrientes no organismo pode enfraquecer o sistema imunológico, aumentar o risco de doenças cardíacas, além de agravar processos inflamatórios. O óleo de linhaça é conhecido como um antiinflamatório natural do organismo. Pesquisadores também acreditam que o óleo de linhaça pode acelerar a taxa de metabolismo do corpo e ajudar a queimar gorduras mais rapidamente.

LÍNGUA DE VACA (Plantago major): Alivia a dor em feridas, combate a inflamação e ajuda na cicatrização. Tem ação tônica e age nos casos de erupções cutâneas, blenorragia e coceiras.

LOURO (Laurus nobilis): Usado contra má digestão e ressaca alcoólica, doenças de fígado e estômago. O chá é usado contra cólicas menstruais, para combater o cansaço e o reumatismo.

LOSNA (Artemisia absinthum): Amargo estimulante gástrico, aumenta o apetite e é considerado afrodisíaco. Mas em doses altas pode se tornar um psicoestimulante. Indicado contra doenças nervosas e falta de apetite.

LÚPULO -FLOR (Humulus lupulus): Digestivo e estimulante das funções hepáticas, com propriedades tônicas e estimulantes, ativa a secreção salivar, biliar e gástrica em casos de dispepsias. Muito utilizado em hepatite crônica e aguda. Atua como antiespasmódico (diminui a cólica), além de aumentar e favorecer o fluxo biliar, sendo indicado em casos de distúrbios da função digestiva e em queixas suaves do trato gastrintestinal (má digestão, gases, intolerância à gordura). As flores femininas da planta são usadas na fabricação da cerveja.


         


Melissa (Melissa officinalis)


MAÇÃ (Malus domestica): A fibra de maçã é rica em pectina, uma fibra solúvel que facilita a digestão das gorduras e proteínas, além de ajudar a regular a absorção dos açúcares, diminuindo a sensação de fome e o acúmulo de gorduras. Ao melhorar a eficiência do metabolismo, faz com que o organismo queime calorias de um modo mais eficiente. A maçã fornece vitaminas, minerais, aminoácidos, enzimas e outros nutrientes importantes para a saúde. É auxiliar para o bom funcionamento do fígado, o que ajuda na desintoxicação do organismo e na digestão dos alimentos gordurosos. As fibras absorvem água, contribuem para o bom trabalho do intestino e para a redução dos níveis de colesterol. O alto teor de potássio contido na polpa da maçã é excelente para combater o sódio, responsável pela retenção de líquidos no organismo.

MACA PERUANA (Lepidium meyenii): Conhecida como "ginseng dos andes" e "viagra dos incas", a planta é tradicionalmente considerada um tônico poderoso capaz de melhorar o desempemho generalizado do organismo. Na medicina popular é usada para aliviar os sintomas da menopausa, para problemas de fertilidade e potência sexual, para o cansaço mental, a falta de energia em adultos e idosos. A Nasa tem utilizado a raiz da maca em pó como parte integrante da nutrição de seus astronautas.
É considerada uma planta adaptógena, isto é, fortalece as defesas do organismo, melhora o funcionamentondo cérebro e dá energia extra, pois tem ação tônica e revigorante.

MACELA (Achyzocline satureoides): Planta aromática com inflorescências usadas em travesseiros com finalidades calmantes. Em chá é indicado para acalmar cólicas abdominais. Também conhecida como macela ou marcelinha do campo, é usada na medicina popular para tatar problemas gástricos e digestivos, males do pâncreas e da vesícula, colites, inapetência, desinterias, distúrbios menstruais, enjôos, náuseas e vômitos. Também são conhecidos seus poderes como sedativa e analgésica. Externamente é usada para acalmar reumatismos e dores musculares. Estudos realizados por vários centros de pesquisas em alguns países americanos têm confirmado várias destas indicações. Experimentos em ratos comprovaram efeitos analgésicos, anti-inflamatório (a população do sul do Brasil costuma fazer gargarejo com flores de macela para inflamação de garganta) e relaxante muscular. Estudos in vitro demonstraram que a planta possui atividade contra alguns moluscos e alguns microorganismos como Salmonella, E. coli, e Staphylococcus, comprovando em parte o motivo de ser empregada para o controle da diarréia, disenteria e outras infecções. Recentemente demonstrou-se que a macela possui ação colerética, auxiliando na diminuição do colesterol e até mesmo da agregação plaquetária. Mas o que tem mais chamado a atenção de alguns pesquisadores são as propriedades estudadas como antiviral, antitumoral e imunoestimulante. Experimentos realizados indicaram que o extrato das flores inibiu o crescimento de células cancerosas in vitro em até 67%, mostrando um grande potencial para a elaboração de medicamentos para esta finalidade.

MALVA (Malva sylvestris): Indicada para problemas respiratórios, favorece a cicatrização e processos gastrointestinais, com benefícios à pele. A malva é usada popularmente como expectorante, emoliente, diurética e calmante. Indicada para problemas da garganta, dos brônquios e inflamações dentárias, Funciona como suavizante nas picadas de insetos e irritações da pele. As malváceas compreendem quase mil espécies, que se distribuem dos trópicos ao ártico. O nome da família vem do grego "malake"ou suave, uma vez que a planta é conhecida por acalmar.

MAMICA DE CADELA (Zanthoxylon rhoifolium): Indicado contra problemas de pele, contra picadas de insetos e cobras.

MANÁ CUBIU (Solanum sessiflorum): Originário da Amazônia, é um fruto rico em fibras, fósforo, vitamina C, pectina e possui elevada concentração de Niacina (Vitamina B3), três vezes maior que a berinjela e doze vezes que a beterraba. A vitamina B3 é essencial para o funcionamento do sistema nervoso e para o bom desempenho das funções cerebrais, além de promover benefícios para a pele, auxilia na redução da taxa de colesterol, dos triglicérides e dos níveis de glicemia no sangue. Ainda contribui para um sistema digestivo saudável e no alívio de perturbações gastrointestinais.

MANJERICÃO (Ocimum basilicum): O chá das folhas é excitante, estimulante, digestivo, evita a formação de gases, anri-febril, diurético e anti-reumático. Também é usado para regularizar o ciclo menstrual.

MARACUJÁ (Passiflora alata): Conhecido por sua ação tranquilizante, antiespasmódica e diurética. Indicado em dores de cabeça de origem nervosa, ansiedade, perturbações nervosas. Contra-indicado em pressão baixa. Recentemente, a medicina popular também descobriu que a fibra da casca do maracujá é rica em pectina (fibra solúvel), um poderoso aliado no combate e controle dos níveis altos de glicemia. É considerado o alimento amigo dos diabéticos. Popularmente, a fibra do maracujá tem sido usada para auxiliar em regimes de emagrecimento e reduzir as taxas de colesterol e glicemia. A fibra do maracujá, rica em pectina, ao ser ingerida forma um gel, dificultando a absorção de carboidratos. Ela funciona como um bloqueador de gordura. A fibra do maracujá é rica em fósforo, que é fonte de renovação celular, cálcio, ferro e vitamina B3. Já foi comprovado seu efeito emagrecedor e sua capacidade de proteger o coração e baixar as taxas de açúcar no sangue. Foi realizado um estudo na Universidade Federal da Paraíba, com 17 mulheres com colesterol alto. Após 70 dias consumindo a fibra do maracujá, elas reduziram as taxas de colesterol ruim e eliminaram até 8 quilos..

MARAPUAMA (Ptychopetalum olacoides): Planta de origem amazônica, é considerada energética e afrodisíaca. Seu alcalóide tem ação estimulante do sistema nervoso central, é usada como anti-depressivo e indicada em casos de esgotamento físico, falta de libido e impotência sexual.

MASTRUÇO (Lepidium sativum): Depurativo muito empregado em doenças pulmonares, como pneumonia, bronquite e raquitismo. Alivia hematomas e feridas. As folhas são usadas em cataplamas para aliar sinusite.

MELISSA (Melissa officinalis): Calmante e sedativa, induz ao sono. Indicada em crises nervosas, taquicardia, histerismo e depressão. O chá é usado como antiácido e tônico. A melissa faz parte da composição de licores e da água de melissa. Conhecida também como erva-cidreira verdadeira, a melissaé usada popularmente para diminuir gases e cólicas, estimular a transpiração, como um excelente calmante e sedativo, é digestiva, age contra a insônia, enxaqueca, tensão nervosa, ansiedade e ajuda nos casos de traumatismo emocional.

MIL FOLHAS (Aquilea millefolium): Também conhecida como "novalgina", é uma das ervas mais importantes da farmacopéia. O chá é bom para baixar febre, aliviar dores, reumatismo, varizes, insônia, pressão alta, má circulação, males do estômago e fígado. A infusão forte transformada em cubos de gelo, pode ser aplicada sobre hemorróidas. Em temperatura morna, a infusã é usada em banhos de assento contra problemas ginecológicos.

MIL HOMENS (Aristolochia triangularis): Planta usada nas afecções cutâneas, problemas circulatórios, dormências e formigamentos, eczemas, frieira, feridas, cistite e anorexia. Tem fama de ajudar a tratar doençss venéreas.

MULUNGU (Erytrina verna): Calmante poderoso, analgésico e muito usado em manipulação, contra pressão alta. Também indicado contra insônia e ansiedade.



Nó-de-cachorro
(
Heteropteris aphrodisiaca)


NÓ DE CACHORRO (Heteropteris aphrodisiaca): Revigorante físico e mental, é usado tradicionalmente como afrodisíaco e estimulante sexual. Indicada para ajudar a regularizar as funções do organismo como um todo. Popularmente é também utilizada para prevenir úlceras, combater a perda de memória e a fadiga. É considerada uma planta adaptógena, isto é, fortalece as defesas do organismo, melhora o funcionamento do cérebro e dá energia extra pois tem ação tônica e revigorante.

NOGUEIRA (Juglans regia): A nogueira é uma árvore da Família Juglandaceae, nativa da Europa e da Ásia. Também conhecida como nogueira-do-Ceilão, noz, noz caucasiana, nogueira de iguape e nogueira-da-Índia. Suas folhas são ricas em um óleo aromático.O chá de nogueira é usado popularmente para tratar problemas relacionados ao útero, bexiga, ovários, além de ser auxiliar contra anemia, angina, artritismo, diabetes, gota, hemorróidas e reumatismo. Na medicina popular é indicada como afrodisíaca, calmante dos nervos e vermífuga. Externamente, a planta é usada para tratar feridas e erupções cutâneas.

NONI (Morinda citrifolia): É uma planta originaria do sudoeste da Ásia, rica em carboidratos, vitaminas e minerais e que foi levada para as Ilhas da Polinésia há mais de 2 mil anos. Atualmente está sendo cultivada e produzida na América Central e no Brasil, com plantação intensiva no estado de Roraima. Popularmente é usada como tônico sexual, anti-diabética, analgésica e hipotensora. A medicina popular, em especial no Tahaiti, utiliza o Noni também para combater a insônia, a falta de energia, o cansaço e o stress, a dificuldade de concentração, as desordens digestivas e os efeitos do tabagismo.

NOZ DE COLA (Sterculia acuminata): Indicada popularmente contra o desgaste físico e mental, stress, depressão, melancolia e anorexia.

NOZ MOSCADA (Myristica fragans): Digestiva e anti-reumática, muito utilizada contra pressão alta.



Oliveira
(
Olea europaea)


OLIVEIRA (Olea europaea): Planta de origem mediterrânea, é amplamente cultivada em Portugal, Espanha e outros países da Europa. Considerada uma poderosa aliada da saúde, suas folhas contém elevadas concentrações de antioxidantes e minerais como potássio, magnésio, manganês, fósforo, selênio, cobre e zinco, que evitam a ação dos radicais livres promovendo uma ação revigorante no organismo. Outro benefício das folhas da oliveira é que melhoram o aspecto da pele, prevenindo contra o envelhecimento, além estimular o metabolismo a eliminar gordura (efeito termogênico), auxiliando na redução de peso e dietas para emagrecimento.

ORÉGANO (Origanum vulgare): Ótimo tempero culinário, é ainda estimulante das funções gástricas e biliares, sedativo e expectorante, indicado para resfriados, dores de garganta (gargarejos) e sua infusão alivia cólicas, é indicada no tratamento da tosse, dores de cabeça de origem nervosa.


         


Pimenta (Capsicum frutescens)


PALMA CHRISTY(Ricinus comunis): Famoso laxante de onde se origina o óleo de rícino.

PARIETÁRIA (Parietária officinalis): Muito usada em males dos rins, inflamações da bexiga, dissolve cálculos e alivia dores.

PARIPAROBA (Piper umbellatum): Polivalente, age contra resfriados e asma e também contra os males do figado e baço, aliviando azia, úlceras e hemorróidas. Mastigar a raiz alivia dor de dente.

PATA DE VACA (Bauhinia forficata): Popularmente indicado na diabetes, como auxiliar na redução do colesterol, em dietas de emagrecimento. A planta é diurética, usada também para problemas do fígado, intestinos, estômago e principalmente dos rins.

PAU TENENTE (Quassia amara): Também conhecida como quina, quassia, quassia da jamaica, pau amargo, pau de surinã . Usada como tônico hepático, estimulante do aparelho digestivo, auxiliar no tratamento de cólicas hepáticas, para dietas de emagrecimento, distúrbios gastrointestinais, má digestão, eliminação de parasitas intestinais.

PEDRA UME CAÁ (Myrcia sphaerocarpa): De origem amazônica, goza da fama de “insulina vegetal”, empregada no tratamento da diabetes, para ajudar a baixar a taxa de açúcar e colesterol, tratar aftas, em dietas para emagrecimento, problemas renais, hemorróidas, distúrbios do útero e ovários.

PHYSALIS (Physalis angulata): Pertence àfamília das Solanáceas, a mesma do tomate, da batata, do pimentão e das pimentas e é originária da Amazônica e dos Andes. Rica em vitaminas A, C, fósforo e ferro, além de alcalóides e flavonóides, na medicina popular é conhecida por purificar o sangue, fortalecer o sistema imunológico, aliviar dores de garganta e ajudar a diminuir as taxas de colesterol. A população nativa da Amazônia utiliza os frutos, folhas e raízes no combate à diabetes, reumatismo, doenças da pele, bexiga, rins e fígado. A planta tem sido estudada também por fornecer um poderoso instrumento para controlar o sistema de defesa do organismo, diminuindo a rejeição em transplantes e atacando alergias. Pesquisadores da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) da Bahia identificaram substâncias com esse potencial na Physalis angulata e já solicitaram patente sobre o uso delas. Testadas por enquanto em camundongos, espera-se que as fisalinas (chamadas de B, F e G) tenham um efeito tão bom quanto o das substâncias usadas hoje para controlar o sistema imune, mas com menos efeitos colaterais, quando forem usadas em pacientes humanos.

PICÃO PRETO (Bidens pilosa): Usada popularmente contra alergias, amidalites, anti-séptico bucal, asma, boca amarga, bronquite, catarros, colesterol, gastrenterite, hepatite, icterícia, indigestão, infecções do estômago e rins, infecções urinária e vaginal, intoxicação alimentar, pâncreas, úlceras gastroduodenais.

PIMENTA (Capsicum frutescens): Além de ativar a digestão e o metabolismo, estimula a circulação e combate a gota.

PITANGUEIRA (Stenocalys michelli): Muito utilizada contra diarréia em crianças, bronquite, febre e ainda abaixa a pressão. É calmante infantil e bom para os nervos.

POEJO (Mentha pylegium): Bom para gripes e resfriados, no tratamento da bronquite, asma e tosse, rouquidão afecções gástricas. Digestivo, evita a formação de gases intestinais. Funciona como repelente de insetos e como suavizante nas picadas de mosquitos e pulgas.

PORANGABA (Casearia sylvestris): Conhecida por ser diurética, não laxativa, depurativa, por ajudar na eliminação de toxinas, do excesso de líquido e ativar o metabolismo. Por essa razão é muito utilizada como auxiliar nas dietas de emagrecimento. Popularmente é indicada para diminuir o colesterol, reduzir o inchaço das pernas e estimular a circulação.

PRIMULA (Oenothera biennis): O segredo do óleo da prímula está nos ácidos graxos poliinsaturados, presentes na sua composição, que não são produzidos naturalmente pelo organismo e precisam ser obtidos na dieta. Deles o mais importante é o chamado ácido gamalinolênico (GLA). Além de fazer parte da estrutura das membranas celulares, o GLA origina a prostaglandina E1, uma substância que ajuda a equilibrar os hormônios femininos, diminuindo os impactos da TPM, afirmam os pesquisadores.

PSYLLIUM (Plantago psyllium L., sin.: Plantago ovatae): O Psyllium age como um laxativo mecânico suave, emoliente e demulcente. É indicado em casos de obstipação crônica, coadjuvante da evacuação intestinal em casos de hemorróidas, gravidez, convalescença, períodos pós-operatórios e senelidade. Também em colites e diverticulites. Popularmente é indicado como complemento em dietas de emagrecimento, tendo em visto que sua ingestão antes das refeições favorece a um aumento na sensação de saciedade, bem como liga-se a moléculas de carboidratos simples impedindo sua absorção a nível intestinal. Foi estudado por RIGAUD et al. (1998) em relação aos seus efeitos sobre a saciedade em dietas de baixa caloria. No estudo verificou-se que pelo fato de ocorrer um aumento na viscosidade do alimento quando em contato com as fibras solúveis do Psyllium, reduz-se consequentemente a interação entre os nutrientes dos alimentos e as enzimas digestivas, e com isto também ocorre um retardamento na absorção de alguns substratos energéticos pelo intestino.

PULMONÁRIA (Pulmonaria officinalis): Como diz seu nome é indicado nas doenças do pulmão, é um eficiente expectorante, misturado com mel de abelhas. Facilita a respiração. Indicado a pessoas que trabalham com poluentes.


         


Quebra-pedra
(
Phyllanthus niruri )


QUÁSSIA (Quassia amara): Considerada um tônico estomacal e vermífugo, aperitivo e digestivo. Sua casca é usada para amenizar todo tipo de problema digestivo.

QUEBRA PEDRA (Phyllantus niruri): Famoso por sua ação diurética, é conhecida popularmente por auxiliar no controle da glicemia, ser antibactericida. Sua atuação no fígado está sendo estudada largamente para usada contra a hepatite tipo B. Ajuda a dissolver cálculos renais, promover a desobstrução da uretra e a eliminação do ácido úrico. Contra indicado na gravidez.

QUINA-QUINA (Chincona sp): De origem andina esta árvore possui raizes e cascas contendo o quinino, um alcalóide que permite agir como anti-séptico e adstringente. Indicada para gripe, febre, em casos de malária e anemias. Usada popularmente para estimular as funções intestinais, gástricas e hepáticas.


         


Romã
(
Punica granatum)



RABANETE (Raphanus sativus): Usado como vermífugo, expectorante e estimulante. Facilita a digestão e previne contra cálculos renais.

ROMÃ (Punica granatum): A medicina popular utiliza as cascas da romã como adstringente, contra inflamações de garganta e cólicas. Ajuda a eliminar vermes e lombrigas.


         


Salsa (Petroselium sativum)


SABUGUEIRO (Sambucus nigra): Poderoso sudorífero nos processos gripais, resfriados, tosse, sarampo e caxumba. Elimina o ácido úrico, calculos renais e toxinas do sangue.

SALVIA (Salvia officinalis): Erva hipoglicemiante, que não é tão amarga como outras e ainda tem ação antiséptica, adstrigente e estimulante. Usada como desodorante, tem a capacidade de fechar os poros e reter a sudorese. A inalação com as folhas é usada contra a sinusite. O chá de sálvia é auxiliar da digestão, ajuda a tratar gengivas inflamadas, aftas, dores e garganta e problemas das mucosas. A planta é anti-séptica e fungicida. Popularmente é usada para controlar diabetes e sintomas da menopausa, tonificar o fígado, aliviar problemas dos ovários, combater a icterícia, tremores e vertigens. O chá das folhas de sálvia também é eficaz no tratamento da sinusite, usado na forma de inalações.
Em latim, a palavra sálvia tinha o significado de "salvar" e há milênios era considerada capaz de curar todas as enfermidades. Na Idade Média, ela passu a ser usada para tratar prisão de ventre e problemas estomacais. É contra-indicada em gravidez e lactação.

SALSA (Petroselium sativum): Usa-se a planta toda por infusão no combate à cistite, nefrite, inflamação da urera, icterícia, hidropsia, menstruação difícil, cólicas e problemas uterinos. Combate gases intestinais, estimula o apetite, facilita a digestão. O chá é indicado para limoar os brônquios e também como diurético útil especialmente nos casos de gota.

SALSSAPARILHA (Smilax salsaparrilha): Depurativo do sangue, é usada como diurética, para combater a gota, ácido úrico e artrite e reumatismo. Ajuda a diminuir a dificuldade em urinar e a eliminar pedras nos rins e bexiga. Externamente é usada para lavar eczemas. Em doses elevadas pode provocar náuseas.

SÂNDALO (Santalum album): Usado contra problemas de pele, como acne e ressecamento. A medicina popular indica para tratar bronquite e cistite. Povos antigos usavam para escurecer os cabelos castanhos, hidratar e limpar a pele.

SAW PALMETO (Serenoa repens): É uma planta indicada popularmente para o tratamento do aumento da próstata. Ajuda no alívio das inflamações e infecções do trato urinário.

SETE SANGRIAS (Cuphea carthagenensis; sin.: Cuphea balsamona): Tem efeito sedativo do sistema nervoso central . É usada como auxiliar no tratamento da arteriosclerose, hipertensão e palpitações no coração. Popularmente é usada para tratar doenças venéreas e afecções da pele. Não é aconselhado uso para crianças.

SPIRULINA (Spirulina maxima): É um tipo de alga que cresce em águas alcalinas ricas em minerais. Trata-se de uma fonte natural de proteínas e vitaminas. Rica em clorofila, carotenóides e pigmentos azuis, é uma das maiores fontes vegetais de vitaminas B12 - especialmente indicada para evitar a anemia provocada por uma dieta desbalanceada. Auxilia na desintoxicação do organismo, age como supressor de apetite em razão da presença relativamente alta de fenilalanina, que atua sobre o centro do apetite. Sendo, por essa razão, usada em regimes de emagrecimento, sem causar danos ao organismo. Além de funcionar como excelente aliada na dieta dos atletas, evita câimbras e fadiga muscular, repondo cálcio, vitaminas e sais minerais. É conhecida também por ajudar a combater o stress, restaurar o sistema nervoso e agir como antioxidante, retardando o envelhecimento. A spirulina é digerida com aproximadamente 70% de facilidade. Contém 18 dos 22 aminoácidos essenciais. A proteína da Spirulina é 95% digestível, comparada às fontes de proteína das carnes, que são geralmente difíceis para o corpo digerir.

SUCUPIRA (Bowdichia virgilioides, sin.: Bowdichia major; Pterodon pubescens e Pterogyne nitens): Sucupira é o nome popular dado à várias árvores brasileiras, entre elas, Bowdichia virgilioides. O chá de Sucupira é popularmente indicado para problemas nas articulações, dores na coluna, artrite, artrose, no combate a úlceras, gastrites, ácido úrico, aftas, amigdalite, dermatoses, auxiliar no controle da diabetes e contra vermes intestinais. Atualmente estão sendo realizadas várias pesquisas para atestar seus efeitos anticancerígenos. A planta é famosa também no combate às inflamações do útero e ovários.


         


Tribulus (Tribulus terrestris)


TANACETO (Tanacetum vulgare; sin.: Tanacetum parthenium): É conhecida e utilizada desde a antiguidade, para diversas finalidades: baixar a febre, problemas menstruais, artrite, dor de cabeça, dor de dente, asma, dor de estômago e mordidas de insetos. Sua principal utilização é contra a enxaqueca, aliviando os sintomas da dor, tonturas, zumbidos no ouvido, tensão pré-menstrual (TPM) e flatulência, diminuindo náuseas e vômitos que geralmente acompanham as crises.

TANCHAGEM (Plantago major): Pode agir como bactericida sobre as vias respiratórias em casos de inflamações, destruindo microorganismos e limpando secreções. Indicada também em casos de diarréias e hemorragias pós-parto. O suco das folhas pode ser usado em bochechos para acelerar a cicatrização da gengiva em casos de cirurgia e extrações de dentes. O emplasto da planta mecera ajuda a combater inflamações.

TÍLIA (Tilia cordata): Árvore sagrada das antigas civilizações germânicas. Sudorífica, descongestionante e relaxante é indicada em casos de febres, resfriados, bronquite, tosse e dores estomacais. Alivia a dor de cabeça, enxaqueca e tensões nervosas. Usada em casos de nervosismo e ansiedade. A flor e a casca apresentam efeito levemente hipotensor e vasoldilatador.

TOMATE (Licopersicon esculentum): Trata-se de um alimento de grande valor nutricional, além de conter substâncias capazes de auxilar no combate a problemas reumáticos e do fígado. Externamente é útil nas afecções da pele. É um ótimo revigorante para o organismo, purificador do sangue e por ser rico em licopeno, torna-se um antioxidante poderoso no combate aos radicais livres. O licopeno apresenta alto poder antioxidante, elevando a capacidade de defesa do organismo contra os danos causados pelos radicais livres (substâncias altamente reativas, produzidas normalmente no organismo que, em excesso, provocam doenças e envelhecimento precoce).

TOMILHO (Thymus vulgaris): Possui propriedades anti-sépticas, antiespasmódicas, carminativas e vermífugas. É uma planta digestiva e estimulante, muito utilizada na culinária. Auxiliar em casos de falta de apetite e também nos problemas respiratórios. Popularmente é usada para combater parasitas (especialmente tenia ou solitária) e como repelente de pulgas e piolhos.

TRIBULUS (Tribulus terrestris): É usada contra problemas urinários, pedras nos rins e vertigens. Além disso, credita-se a esta planta propriedades afrodisíacas e úteis em casos de impotência sexual. Popularmente ela é conhecida também como cabeça-de-gato, espinho-do-diabo e erva-daninha-do-diabo. O uso popular relata sucesso no tratamento de infertilidade nas mulheres, impotência nos homens e aumento da libido em ambos os sexos.

TRIGO (Triticum spp.): O germen de trigo representa aproximadamente 2% do grão de trigo e nesta pequena porção está concentrada uma riqueza impressionante de nutrientes, sendo considerada a maior fonte de vitamina E da natureza. O alto teor de vitamina E, excelente antioxidante, contido no óleo contribui para estabilizá-lo, isto é, impedir a combinação do oxigênio com os ácidos graxos presentes. Por esta razão é considerado um alimento de alto valor biológico para a saúde.


         


Unha-de-gato (Uncaria tomentosa)


UMBU (Spondias tuberosa): No Brasil colonial era chamado de ambu, imbu, ombu, corruptelas da palavra tupi-guarani "y-mb-u", que significava "árvore-que-dá-de-beber". Pela importância de suas raízes foi chamada "árvore sagrada do Sertão" por Euclides da Cunha. Usado como anti-febril. Fonte de vitamina C, contribui para o fortalecimento do sistema imunológico.

UNHA DE GATO (Uncaria tomentosa): A unha-de-gato é usada contra artrite, reumatismo, herpes e gastrite. Algumas referências citam que os indígenas da região Amazônica utilizam a unha-de-gato há séculos, principalmente para tratar problemas gastrointestinais e como agente anti-inflamatório. A unha-de-gato é considerada um poderoso anti-inflamatório natural, usada contra gripes e viroses. A planta é usada para fortalecer o sistema imunológico e também como recurso no tratamento de tumores. O chá de unha-de-gato, associado à outra erva - o uxi-amarelo - ficou conhecido por ser utilizado no tratamento de miomas do útero.

URUCUM (Bixa orellana): Planta da flora brasileira, as sementes do urucum são ricas em carotenóides e ácidos-graxos, se destacando como importante e segura fonte de vitamina A, substância essencial em muitos processos fisiológicos do organismo. Em gargarejos ajuda a tratar faringite e amigdalite. Externamente, na forma de lavagens e compressas, combate problemas cutâneos, erupções, queimaduras leves e celulite.

URTIGA (Urtica dioica): Utilizada no passado na indústria têxtil, foi descoberta como medicamento no início do século 20. De ação vasocostritora e depurativa, a urtiga é revitalizante, hipoglicemiante e tônico capilar. Ajuda a melhorar a circulação sanguínea. Pode provocar irritações na pele ao contato. Não é recomendável utilizar as sementes.

UVA (Vitis vinifera): Uma das fontes mais ricas de bioflavonóides ativos, chamados "proantocianidinas", que são compostos vasoativos com comprovada ação antioxidante e de proteção das células contra os radicais livres. Além disso, as proantocianidinas apresentam uma afinidade particular com o colágeno, proteína essencial na formação dos tecidos conjuntivos, especialmente na pele, tendões, ligamentos e cartilagens, assim como na parede interna dos vasos sanguíneos. Atua principalmente como antioxidante, sendo indicado para a proteção das células contra os radicais livres, auxiliando na redução do colesterol, prevenindo a aterosclerose, os distúrbios circulatórios e o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. O antioxidante no extrato de semente de uva trabalha para ajudar a controlar danos celulares, buscando neutralizar mutações dentro dos materiais genéricos das células que podem gerar a formação de tumores. A semente de uva também é rica em carboidratos, vitaminas do Complexo B e Vitamina C.

UVA URSI (Arctostaphylos urva ursi): Também conhecida como uva ursina. Em razão da presença da hidroquinona que tem propriedades antibacterianas, anti-séptica e antibiótica, é indicada em casos de inflamações renais e diarréias. Os nativos americanos combinavam as folhas secas de uva-ursi com folhas de tabaco e fumavam-nas como narcóticos ou para acalmar dores de cabeça. Era habitual ainda prepararem tônicos e infusões diuréticas para tratamento de infecções nas vias urinárias, doenças venéreas, dores de costas, e excesso de peso. Não se recomenda usar na gravidez ou lactação.

UXI AMARELO (Endopleura uchi): Usado popularmente contra miomas uterinos, irregularidade menstrual, ovários policísticos, infeccões urinárias. O chá de uxi-amarelo, associado à outra erva - a unha-de-gato - ficou conhecido por ser utilizado no tratamento de miomas do útero


         


Valeriana (Valeriana officinalis)


VALERIANA (Valeriana officinalis): É uma planta de história milenar usada contra ansiedade, angústia, leves desequilíbrios do sistema nervoso, esgotamento e insônia. É especialmente útil para pessoas hiperativas que não conseguem relaxar. A medicina popular utiliza esta planta como um sedativo natural em situações e stress e nervosismo, por suas propriedades relaxantes e calmantes. Usada popularmente para atenuar a irritabilidade nervosa, a ansiedade e a cefaléia de origem nervosa. Externamente é usada na cicatrização de feridas.

VELAME DO CAMPO (Croton campestris): Conhecido depurativos do sangue, usado contra reumatismo artrite, afecções da pele, eczemas e coceiras.

VERBASCO (Buddleja brasiliensis): Popularmente também chamado barbasco, barbasco-do-brasil, barrasco, calça-de-velho. Usado nos problemas pulmonares, como expectorante nas tosses com catarro, bronquite e asma. É cicatrizante tópico nas hemorróidas.

VERBENA (Verbena officinalis): Indicada contra doenças do fígado e do estômago.

VERÔNICA (Veronica officinalis): Inapetência, peso no estômago, enxaquecas de origem digestiva causadas por má digestão. Usa-se para lavar os eczemas, acalmar pruridos e suavizar pele ressecada pelo frio.

VULNERÁRIA (Anthyllis vulneraria): Depurativa e cicatrizante, sua infusãoé usada popularmentepara lavar feridas, chagas e úlceras de difícil cicatrização, escoriações e contusões. 


         


Yacón (Polymnia sonchifolia)


YACÓN (Polymnia sonchifolia): Originário dos Andes, é indicado popularmente para o tratamento da diabete e do colesterol. A planta Yacón está sendo considerada atualmente um alimento nutracêutico, em razão dos estudos realizados sobre a diminuição dos níveis de açúcar no sangue, após consumo regular da planta. Além disso, a planta possui propriedades antioxidantes, sendo utilizada com sucesso na melhoria da flora intestinal, na redução do colesterol e no controle do diabetes.É consumida desde os tempos pré-colombianos. Segundo especialistas, foi no Japão que as qualidades da oligofrutose da yacón foram descobertas. Os japoneses também descobriram que as folhas usadas no chá, ajudam a evitar picos que o diabético tem quando ingere alimentos açucarados ou com muito amido, que é quando o nível do seu açúcar no sangue aumenta.

YAM MEXICANO (Dioscorea villosa L.): O Yam Mexicano ficou famoso por ser considerado um regulador natural dos hormônios femininos. Por sua semelhança de ação com a progesterona, estudos médicos têm descoberto os benefícios do Yam mexicano relacionados à TPM, menopausa e à osteoporose. Povos nativos da América Central utilizavam o yam mexicano para amenizar as cólicas menstruais. Em 1943, o yam Mexicano atraiu a atenção da comunidade médica quando cientistas extraíram a substância similar ao hormônio feminino progesterona de sua raiz. Foi por essa razão que, até 1970, essa planta foi a única fonte de progesterona usada em pílulas anticoncepcionais. Atualmente essa raiz é usada no tratamento dos sintomas da menopausa e também da artrite. Estudos em animais indicaram que o yam mexicano contém substâncias com propriedades anti-inflamatórias que podem ser auxiliares no tratamento da dor e desconforto associados à artrite e ao reumatismo. Mas a maior parte das pesquisas estão apontando que o yam mexicano pode ajudar a regular os níveis hormonais na mulher, diminuindo a famosas ondas de calor (fogachos), a fadiga e outros sintomas característicos da menopausa.


         


Zedoária (Curcuma zedoaria)


ZEDOÁRIA (Curcuma zedoaria): A infusão é usada como estimulante, contra gases, mau hálito, gastrite, estomatites, úlceras, hepatite, colesterol, insônia, pulmão, dermatose, tônico. Considerada expectorante, diurética, calmante, colagoga e depurativa do sangue. Usada também para limpar as vias respiratórias e em casos de inflamações da garganta.

ZIMBRO (Juniperus communis): As bagas contém glicose e o efeito de aumentar a limpeza dos rins, usado como depurativo para eliminar líquido do organismo, inclusive o excesso de ácido úrico. Popularmente indicado na insuficiência renal crônica, contra cálculos renais, bronquite crônica, reumatismo, psoríase e como sudorífero. Não utilizar durante a gravidez.




ATENÇÃO PARA ESTAS DICAS:
· Não se deve misturar mais de duas ervas de cada grupo (diuréticas, digestivas, calmantes, desintoxicantes, emagrecedores), pois ao invés de fazer bem, pode fazer mal à saúde.
· Usadas de forma errada, as ervas podem apresentar grau de toxicidade alto.
· Grávidas e lactantes jamais devem ingerir qualquer chá sem antes consultar seu médico. O mesmo vale para portadores de moléstias graves ou em tratamentos com medicamentos especiais.
· Não é recomendável fazer uso contínuo dos chás, evitando assim transtornos no metabolismo. Chás do tipo laxante, por exemplo, em excesso, podem provocar desidratação. O ideal é tomar por 30 dias, fazer uma pausa de uma semana e voltar a consumir uma outra erva do grupo.


OUTRAS CONSIDERAÇÕES
Deverão, ainda, ser considerados os seguintes aspectos:
1.- Efeitos adversos
No meio popular acredita-se que, como a planta é natural, se bem não fizer mal não fará. Isto não é verdadeiro. Sabe-se que muitas plantas possuem substâncias de grande toxicidade para o homem e que podem causar a morte, como a estricnina, encontrada na planta Strychnos nux vomica.
Os conhecimentos populares, transmitidos oralmente, necessitam ter comprovação científica que valide a eficácia das plantas e sua segurança. A junção destes dois tipos de conhecimentos promove o progresso no campo da Fitoterapia.

2.- Interações
As interações de fitoterápicos com medicamentos sintéticos ou homeopáticos poderão resultar em potencialização de uma determinada ação ou anular o efeito da outra.
Ex.: - plantas ricas em cânfora atuam como antídotos para a ação do medicamento homeopático.
- aspirina tomada com chá de sabugueiro leva a uma potencialização da ação antitérmica, podendo provocar hipotermia grave, sobretudo em crianças abaixo de 1 ano de idade.
Plantas ricas em cumarina podem potencializar a atividade antiagregante plaquetária de alguns medicamentos alopáticos.

3.- Contra indicações
3.1. Crianças com até 1 ano de idade: Salvo aquelas plantas reconhecidamente sem efeitos tóxicos e adversos, os fitoterápicos não devem ser usados em crianças com esta idade.
3.2 - Idosos: excluir plantas de ação reconhecidamente hepatotóxicas, nefrotóxicas e hemorrágicas (cumarínicos).
3.3 - Gestantes: Este grupo deve ser objeto de cuidados especiais. Os taninos são abortivos, e a maioria das plantas os contém. As plantas com intenso sabor amargo, como as que contêm quinonas, são abortivas, em sua maioria.
3.4 - Outros grupos a considerar: Nutrizes, diabéticos, portadores de insuficiência renal ou cardíaca.



Reações:

3 comentários:

  1. Meu nome é Sra Jesica Fredrich, de Domfront, paris. na França. No início do ano passado, i foi testado HIV positivo e desde então eu tenho sido gastar dinheiro em todo recebendo drogas de diferentes hospitais. Isso afetou minha carreira e meu trabalho, eu estava esperando a morte chegar e me levar, porque eu estava tão impotente. Um dia fiel, eu vi um blog na internet sobre como um determinado Dr.Gift curado uma senhora de herpes. I realizou um pouco de pesquisa e descobriu que ele tem ajudado as pessoas sem esperança de curar seu HIV e outras doenças. Então, entrei em contato com ele através deste e-mail: Drgifthivhealingcentre@gmail.com, preparou e enviou um poderoso ervas para mim, ele me disse como usá-lo. Para minha grande surpresa, depois que eu pacientemente atravessou o tratamento conforme indicado pelo Dr.Gift, eu fui para um exame médico e o resultado foi negativo. Eu pensei que era uma piada, então eu decidi ir para outro teste em um hospital diferente e novamente eles confirmaram me HIV negativo. Até o meu médico estava confuso, ele disse que nunca viu esse tipo de milagre antes. Eu realmente quero agradecer DR.Gift por salvar a minha vida, eu nunca acreditei que eu seja HIV negativo hoje, eu sou grato Sir. Se você está tendo HIV, diabetes, asma, HPV, herpes ou qualquer doença contacte-lo agora através de seu e-mail: drgifthivhealingcentre@gmail.com. ou chamá-lo 2349055637072.

    Me add no facebook: nicolas jesica Fredrich
    este é o meu e-mail: jesicanicolasfredrich22@gmail.com

    ResponderExcluir

  2. i ter sido vítima de (vírus herpes simplex) da doença durante os últimos quatro anos e tinha dores constantes, especialmente nos joelhos. Durante o primeiro ano, eu tinha fé em Deus que eu seria curada algum dia. Esta doença começou a circular por todo o meu corpo e eu tenho tomado o tratamento do meu médico, algumas semanas atrás eu vim em busca na internet se eu poderia obter qualquer informação relativa à prevenção desta doença, na minha pesquisa eu vi um testemunho de alguém que foi curado de (hepatite B eo cancro) por este homem Dr PAPA e ela deu o endereço de e-mail deste homem e aconselhar que deve contactá-lo para qualquer doença que ele iria ser de grande ajuda, então eu escrevi ao dr PAPA dizendo-lhe sobre a minha (vírus do herpes), ele me disse para não se preocupar que eu estava indo para ser curado !! hmm eu nunca acredita-,, bem depois de todos os procedimentos e remédio dadas a mim por este homem algumas semanas mais tarde eu comecei experimentando mudanças em cima de mim como o Dr me garantiu que eu ter curado, depois de algum tempo eu fui ao meu médico para confirmar se eu finalmente ser curado eis que era verdade, então amigos o meu conselho é, se você tem essa doença ou qualquer outro em tudo que você pode enviar e-mail Dr PAPA em papa_wordtemple@yahoo.com ou WhatsApp +2347053699933
    entre em contato com o Dr. PAPA hoje para o seu problema a ser resolver para você, assim como o meu problema já ser resolver para mim também via e-mail papa_wordtemple@yahoo.com

                          Aqui é-lhe detalhes para contactar PAPA se você deseja para o seu problema a ser resolvido

    E-mail ::: papa_wordtemple@yahoo.com
    whatsapp número ::: +2347053699933

    Aqui é meus dados também se quiser contactar-me pessoal ::: hernandezrueben8@gmail.com

    ResponderExcluir
  3. Olá, meu nome é Mario e venho pesquisando há algum tempo o assunto EMAGRECIMENTO.
    Descobri esse produto muito interessante, com resultados expressivos:
    DIETA DE 21 DIAS do Dr. Rodolfo Aurélio, Naturopata com formação internacional.
    Após anos de pesquisas desenvolveu um método de emagrecimento altamente eficaz, apenas reeducando de forma inteligente a alimentação da pessoa. Ensina o que, como e quando comer, associado a atividades físicas simples e poderosas, feitas da forma correta. Sem contar calorias, sem passar fome, sem se matar de fazer exercícios e sem efeitos colaterais. Confira o vídeo no link abaixo:
    https://go.hotmart.com/F5149366I

    ResponderExcluir

AVISO

Este site tem finalidades exclusivamente informativas.
É importante esclarecer que este site, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal.
Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a
manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação,independentemente de censura ou licença" (inciso IX).