terça-feira, 26 de agosto de 2014

Hipertiroidismo como curar-se mais depressa!



Hipertiroidismo

As doenças da tiróide, entre as quais o hipertiroidismo, que afecta sobretudo as mulheres jovens, estão em alta. É recomendável seguir um tratamento com a maior brevidade possível, já que o hipertiroidismo provoca fatalmente, mais tarde ou mais cedo:
-    complicações cardiovasculares;
-    osteoporose.

Quais são os sintomas?

-    Batimentos cardíacos acelerados e irregulares, estados febris, tremores dos dedos.
-    Cãibras musculares.
-    Desregulação dos ciclos menstruais na mulher.
-    Debilidade generalizada.
-    Bócio (por vezes).
-    Comichão nos olhos, protuberância ocular unilateral ou bilateral (podendo mesmo provocar dificuldade em fechar o olho saliente, ou os dois), sensibilidade à luz, visão turva.
-    Afrontamentos, transpiração excessiva.
-    Emagrecimento (sem perda de apetite).

Quais são as causas físicas?

O hipertiroidismo explica-se por uma sobreprodução de hormonas da tiróide, cujas causas podem variar:
-    doença de Basedow ou de Graves (doença de origem auto-imune: o funcionamento dos anticorpos do organismo sofre uma desregulação, produzindo auto-anticorpos contra o próprio organismo);
-    excesso de iodo, provavelmente de origem medicamentosa ou, inversamente, carência em iodo, provocando o aparecimento de bócio;
-    reacção ao consumo de L-tiroxina (substituto da hormona tiroideia), no tratamento do hipotiroidismo;
-    anomalia congénita da glândula tiróide;
-    presença de um adenoma (tumor benigno) na hipófise.

Quais são os factores psicológicos?

  • Uma situação de grande stress crónico pode funcionar como factor desencadeador. Assim, durante a II Guerra Mundial, foram observadas taxas anormais de hipertiroidismo em Londres, as quais estariam, ao que parece, associadas aos bombardeamentos.
  • Segundo Louise Hay, o hipertiroidismo é motivado por uma criatividade frustrada. Estaria assim ligado a uma extrema decepção de não se poder fazer o que se quer, ao facto de se ver obrigado a responder sempre às expectativas dos outros e nunca às suas.
  • Na óptica da biologia total (ver o capítulo 14), o hipertiroidismo resulta do “conflito gerado por nunca ser suficientemente rápido para apanhar o seu bocado”.
Dado que se tem a sensação de ter de andar sempre cada vez mais depressa para conseguir respeitar os seus compromissos, a glândula tiróide começa assim a produzir uma sobrecarga de hormonas tiroideias – que proporcionam, efectivamente maior energia e mais rapidez. Porém, à custa da saúde!
Esta explicação vem assim juntar-se à tese clássica do stress desencadeador.

Como curar-se mais depressa

O médico dispõe de dois tratamentos principais para tratar o hipertiroidismo:
-    medicamentos anti-tiroideicos para reduzir a actividade da tiróide;
-    comprimidos de iodo radioactivo, para “queimar” a tiróide e pôr fim à sua actividade.
Por outro lado, para retardar a pulsação cardíaca (demasiado elevada nos doentes com hipertiroidismo), o médico poderá receitar um betabloqueante. Como último recurso, poderá chegar até a recomendar a ablação da tiróide.
De notar, no entanto, que:
  • O tratamento com iodo radioactivo e a cirurgia obrigarão o doente a tomar, para toda a vida, hormonas tiroideias para compensar a ausência de actividade da tiróide.
  • Os tratamentos medicamentosos podem dar origem a certos efeitos secundários e nem sempre é fácil dosear a administração de hormonas tiroideias ou anti-tiroideias. Assim, em 50 a 80% dos casos, a pessoa a quem tenham sido receitados medicamentos anti-tiroideicos para tratamento do hipertiroidismo cairá num estado de hipotiroidismo.
Por isso, não hesite em esgotar primeiro todos os recursos alternativos de que possa dispor.

O melhor estratagema dos médicos

É importante efectuar regularmente análises biológicas para reajustar a medicação conforme as necessidades.

As melhores plantas

No que diz respeito à fitoterapia, o especialista americano David L. Hoffman aconselha esta mistura:
-    4 partes de tintura-mãe de licopodio(Lycopus spp.).
-    2 partes de tintura-mãe de agripalma(Leonurus cardiaca),
-     2 partes de tintura-mãe de escrofulária (Scutellaria spp.),
-     1 a 5 partes de espinheiro-alvar (Crataegus spp.).
Tome 5 ml desta mistura, 3 vezes por dia. Segundo D. L. Hoffmann, ela poderá aliviar, de forma significativa, a maior parte dos sintomas associados ao hipertiroidismo.

Os melhores suplementos

  • Em caso de hipertiroidismo, o organismo tem maior necessidade de vitaminas e de minerais. Tome, todos os dias, multivitaminas, mas sem iodo.
  • O hipertiroidismo pode afectar a densidade óssea. Tome suplementos de cálcio.
Utilização: 1000 mg por dia.
NOTA: Não esquecer a realização de testes de densidade óssea.

Outras boas alternativas

—► Alimentação
Em certa medida, é possível reduzir a actividade da glândula tiróide por meio de uma alimentação adequada.
Quando consumidos em cru, os legumes da família da couve (couve comum, couve de Bruxelas, couve-flor, brócolos, etc.) contêm, efectivamente, um composto anti-tiroideico que pode retardar o funcionamento da glândula tiróide. Por outro lado, é de evitar o consumo abusivo de alimentos ou bebidas que estimulem o organismo: café, chá, álcool, aperitivos muito condimentados, etc.
—► Acupunctura
Do ponto de vista da acupunctura, a utilização de anti-tiroideicos ou a ablação da tiróide provoca um desequilíbrio do sistema energético. Em contrapartida, esta abordagem milenar pode desempenhar um papel decisivo na melhoria do estado de saúde em geral e na redução dos sintomas do hipertiroidismo. Pode recorrer a ela no âmbito de uma abordagem global não medicinal ou como complemento dos tratamentos clássicos – que, de qualquer forma, não solucionam tudo!
—► Homeopatia
Actuando ao nível das causas psicológicas profundas da doença, este método pode contribuir para controlar os sintomas.
Foi mesmo descrito um caso em que a homeopatia conseguiu actuar numa doente que não respondia ao tratamento convencional.
No caso em que o tratamento médico seja indispensável, estas abordagens permitem  então   atenuar  os   efeitos   secundários   de   tal tratamento, possibilitando nomeadamente uma redução na utilização de medicamentos. Consulte um médico homeopata.
—► Ioga
A prática de uma técnica de respiração pode ajudar a “abrandar” todo o sistema. Aprenderá assim a:
-    abrandar os batimentos cardíacos;
-    eliminar o estado febril;
-    controlar os afrontamentos.
Com efeito, a prática do ioga torna-se incontornável quando se pretende tratar o hipertiroidismo sem medicamentos ou reduzindo a sua utilização ao mínimo.

As melhores soluções psicológicas

—► Primeiras medidas importantes:
-    De uma maneira geral, deve-se ter atenção aos excessos de stress, pois este constitui um factor desencadeador reconhecido das doenças da glândula tiróide. Ao reduzir o seu impacto sobre a tiróide, poderá retardar igualmente a sua actividade. Para obter mais informações acerca da gestão do stress, consulte os capítulos 32, 35 e 38, na parte 1.
-    Aprenda a gerir melhor o seu tempo do ponto de vista profissional e pessoal. Assim:
(1)         Evite fixar objectivos a atingir em prazos demasiado curtos.
(2)         Arranje tempo para fazer as coisas de que gosta verdadeiramente.
-    Seja inovador e criativo. Procure desviar-se (diariamente) dos caminhos já batidos.
—► Em estado de auto-hipnose (ver o capítulo 32), repita as afirmações seguintes:
Dou o justo valor ao meu poder. Tomo as minhas decisões. Basto-me a mim próprio.

Faça ao menos isto:

-    Reavalie completamente a sua maneira de gerir o tempo.
-    Trabalhe sobre a dimensão psicológica da sua doença.

De Glossário das Doenças, do Livro O FACTOR X – Como curar-se mais depressa, de ROBERT DEHIN & JOCELYNE AUBRY, Publicações Prevenção de Saúde.
Reações:

10 comentários:

  1. muito util estas informaçoe sobre hipertiroidismo. estou c este problema e a informaçao ainda é o melhor caminho. parabens p vcs. feliz ano novo.

    ResponderExcluir
  2. Vi em sites que o iodedo de potássio também é bom!

    ResponderExcluir
  3. Como se alivia essa coceira desesperadora???

    ResponderExcluir
  4. Meu cabelo está caindo muito teria alguma coisa que posso tomar para menisar a queda

    ResponderExcluir
  5. Meu cabelo também cai assustadoramente... não sei mais o quê fazer.....Muito boa matéria, parabéns....

    ResponderExcluir
  6. Estranho ninguém responder às perguntas né? Pois quem posta tal matéria tbm tinha q responder às perguntas !!

    ResponderExcluir
  7. Estou com medo, nunca tive antes! A quase um ano descobri o problema na tireoide. E estou esgotada de tomar tanto remédio e não dar outros passos. Agora em abril minha mãe dica disse, que dependendo do avanço, comls remdios poderemos reever outros, métodos mas rápidos e eficaz. Hj tbm me deram
    A ideia de fazer acupuntura, tô animada.

    'Meu cabelo, cai e super seco, minhas unhas tbm.

    ResponderExcluir
  8. Eu tbm estou com hipertireoidismo,tenho insônia, os batimentos acelerados. Tomei muito medicamentos e eles pioraram o minha situação.sinto todos os sintomas a ter articulares tenho é ruim por demais.fico com stress e nervossimos sensão muitos ruim,

    ResponderExcluir
  9. Não quero tomar remédio por tanto vou pesquisar remédios naturais e ajustar a minha alimentação consumir menos sal etc....

    ResponderExcluir

AVISO

Este site tem finalidades exclusivamente informativas.
É importante esclarecer que este site, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal.
Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a
manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação,independentemente de censura ou licença" (inciso IX).