domingo, 21 de dezembro de 2014

NADA ALÉM DA VERDADE


Na série de artigos NADA ALÉM DA VERDADE, em sua parte III eu ia falar sobre o CLUBE DE BILDERBERG, entretanto, resolvi adiar esse assunto e falar do mesmo na parte IV, diante disso, na parte III irei expor sobre o poder conceitual dos governos em nosso sistema de coisas, ou melhor, como os governos se organizam e quais os conceitos ocultos que envolvem essa organização.

É evidente que os Estados estão sendo governados de outra maneira, isto é, NÃO PELOS SEUS PRESIDENTES OU QUALQUER OUTRO TIPO DE GOVERNANTE e sim por poderes ocultos.

Então como definiremos o Poder Conceitual?

É, hierarquicamente, o mais alto nível de governo, baseado em uma visão de mundo bem precisa, na qual o bem-estar das pessoas é irrelevante.

O Poder Conceitual possui 6 ferramentas que chamaremos  “prioridades administrativas”.

As ferramentas ou prioridades administrativas utilizadas para os governos das populações e dos Estados são essas:

1º) Visão do mundo
2º) A História (cronologia)
3º) Ideologia
4º) Economia
5º) Armas genéticas
6º) Armas de guerra

E o governo supranacional é um governo não-estruturado (isto é, paralelo), que governa utilizando essas 6 simples ferramentas. 

Não irei falar de todas as ferramentas, irei concentrar em duas armas, as de guerra e as genéticas, sendo que a primeira não é tão eficiente, já a segunda é algo devastador para o controle das massas.

Todos os governos estão sustentados por :

Armas de guerra são ferramentas mais simples de se lidar.  Porém, eu afirmo que qualquer governo que inicie uma guerra estará cometendo um erro; há algo errado no entendimento desse governo. Quando o primeiro tiro é disparado, começou o fim desse governo. Dou-lhes um exemplo : a Suíça jamais entrou em uma guerra. Mas Hitler preferiu o território do Volga, tendo a Suíça a dez minutos dos seus tanques de guerra, com seus bancos cheios de ouro. Porém Hitler não ousou guerrear contra os bancos suíços; isto quer dizer que eles tinham seus meios de defesas. Quais eram esses meios?  Esses 6 itens que nós alinhamos para vocês. Então, somente os pseudo-patriotas lutam por mais armas de guerra. Eu lhes digo que esta atitude é uma profanação da arte de governar, e que não nos fará ter nenhum resultado positivo. Aliás, nós temos o exército mais poderoso do mundo, o maior partido, o melhor serviço de inteligência... Mas como foi que ELES destruíram nosso país sem disparar um único tiro?  Porque no fim das contas as maiores decisões não são tomadas no setor das armas de guerra; pelo menos nós ganhamos a Guerra Patriótica (II Mundial) por meio de armas de guerra, porém, 20 anos depois, estávamos pedindo emprestado à Alemanha. Daqui se conclui que há armas mais poderosas do que armas de guerra. Concluímos com certeza que existem, e uma delas é a “arma genética”. Pode-se escravizar um país  simplesmente com capacetes de guerra (Green helmets). Mas o problema é que esses capacetes são visíveis. São um alvo fácil. Então, em vez de disparar tiros, deveremos fazer algo mais efetivo e poderoso. Então o governo deve procurar outra arma. 

Tentou-se escravizar a Rússia usando-se os capacetes de guerra várias vezes, mas todas falharam.

Por isto lhes digo que os efeitos das “armas genéticas” produzem um resultado muito mais duradouro.  Mas o que são as tais “armas genéticas”?

São o álcool, o fumo, e as drogas alucinógenas.

Para impedir que as pessoas percebam o perigo dessas “armas genéticas” injetaram esses venenos subliminarmente nas nossas festas, nos nossos costumes, nas nossas tradições. Introduzem isto nas nossas mentes diariamente.

É um governo não-estruturado (matrix), realmente.

Quando se produz uma informação massiva, a sociedade se torna uma “matrix”, e todos os jovens envolvidos nessa matrix não podem comemorar seus aniversários sem um bom copo de vinho ou algo assim.

Agora eu vou levantar a seguinte indagação

Precisávamos de álcool nos anos próximos ao nosso nascimento? 
É evidente que não.

Tudo é imposto subliminarmente pelo sistema midiático, filmes, novelas, programas, jornais e outros meios de controle mental da sociedade, isso mesmo, que você leu, esse governo oculto tem o controle mental da sociedade.

Ninguém foi alertado pelos nossos médicos dos efeitos perniciosos do álcool.
Cientificamente falando, através de um microscópio eletrônico, a partir de um fragmento do cérebro que pode ser visto em nosso olho.  Os capilares do nosso cérebro são muito estreitos e são mensurados como os eritrócitos. Um eritrócito, em seu estado normal, possui uma membrana lipídica (gordura). O álcool, entrando na corrente sanguínea quebra essa membrana gordurosa, e os eritrócitos que são normalmente indivíduos no sangue, formam cachos como os de uva, e nos capilares mais estreitos, formam um trombo (obstáculo); e assim é diminuído o fluxo da corrente sanguínea que alimenta os neurônios, causando a morte fisiológica destes. A morte do neurônio é percebida pelo ser humano como um agradável efeito de intoxicação.

E o que isto causa? Causa uma modificação total na sua genética. Isto na vida total causa uma volta aos padrões primitivos e mais elementares.

E isto porque as propriedades do cérebro ficam fundamentalmente diferentes quando se examina um usuário. Foi para tornar enferma nossa genética, que é “a priori” a mais forte do mundo, que essa arma genética foi criada.

O álcool e o fumo são poderosas armas genéticas. Elas funcionam do mesmo modo. Se você não fumar, pode descobrir isto: quando você dá uma tragada, começa o processo de destruição. É somente o tempo necessário para o sangue chegar aos pulmões e ao cérebro. Assim que o sangue envenenado chega ao cérebro, começa a idiotia. Um espasmo nos vasos sanguíneo ocorre para prevenir o sangue envenenado de atingir o cérebro.

Se você introduz em uma família uma arma genética, essa família estará condenada. Se levar 20, 30 ou 50 anos, isso é irrelevante.  E é como eu lhes digo: caso uma família não reconheça os efeitos peçonhentos das armas genéticas, então aqueles que nos estão governando cumprirão sua tarefa.

Não se esqueçam do que estou dizendo: este nível de controle é um esquema global para arruinar a saúde das famílias.  Proíba o álcool e o que digo acontecerá: a melhor maneira de levar as pessoas a consumir bebidas pesadas é proibindo o uso do álcool. O vício do álcool tem seu maior ajudante na proibição.

O artigo acima é uma mesclagem dos pensamentos da série de artigos NADA ALÉM DA VERDADE, sendo que no tema de hoje usei como base um estudo realizado pelo Prof. Marlanfe de Oliveira.

No próximo artigo da série, irei falar sobre o CLUBE DE BILDERBERG e vocês entenderão como esses líderes (GOVERNO PARALELO) utilizam esse poder conceitual sobre a sociedade.

Tinha esquecido de fazer uma pergunta...

VAMOS TOMAR UMA ITAIPAVA ou UMA VODKA ABSOLUT???
Quem quiser me avise, pois estou vendendo armas genéticas...

Kkkkkkkk, brincadeiras a parte... Boa leitura!!! Até o próximo artigo...

http://fernandogmaciel.blogspot.com.br
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

AVISO

Este site tem finalidades exclusivamente informativas.
É importante esclarecer que este site, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal.
Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a
manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação,independentemente de censura ou licença" (inciso IX).