segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Ataque “nuclear” ao câncer

Biólogos russos encontraram um meio de levar rapidamente e com precisão remédios aos núcleos das células dos tumores cancerosos, tendo criado um “meio de transporte” para isto. A descoberta pode ajudar em muitos tipos de câncer.

Para além disso, os efeitos colaterais do remédio são reduzidos quase a zero.
Um grupo de cientistas do Instituto Acadêmico de Biologia do Gene em Moscou, sob a direção do professor Alexander Sobolev inventou um nano-transportador modular. Se trata de uma grande molécula constituída de diferentes módulos, que não é difícil substituir, dependendo da finalidade. Significa isso que se pode adaptar a diferentes tipos de células afetadas das cobaias, transportar diferentes remédios.
Agora no laboratório de Sobolev há uma coleção de nano-transportadores modulares, que podem levar os remédios às células afetadas com câncer em vários órgãos e localizações (cérebro, bexiga, sangue, etc.).
Um dos módulos do nano-transportador reconhece o tipo de células das cobaias. Sendo que ele define o setor concreto, para o qual o transporte do remédio dará o efeito máximo. É importante que neste caso basta uma dose mínima do preparado para a destruição da célula degenerada, diminuindo seriamente os efeitos colaterais, que habitualmente são próprios dos remédios contra o câncer.
O “reconhecimento” das células com penetração nela pode ser combinado graças aos sistemas de transporte que existem em cada célula, inclusive cancerosa. É que em proteínas específicas há recetores que são capazes de “reconhecer”, dentro de muitas moléculas que se aproximam da célula, a necessária, unir-se a ela e transporta-la para a célula. O trabalho desses recetores já foi bem estudado e pode-se contar com eles com precisão – dizem os biólogos.
Outras proteínas dentro da célula cancerosa asseguram a movimentação do nano-transportador para o local de destino – o núcleo. Tal ataque “nuclear” à célula doente a destrói rapidamente.
Para variar os preparados, conforme o tipo de células das cobaias, pode-se substituir facilmente os módulos do nano-transportador.
Os testes pré-clínicos mostraram a eficácia da descoberta russa. Se ela der bons resultados também em testes clínicos, então esta poderá ser empregue em muitos ramos da medicina, incluindo no diagnóstico – para fazer chegar as substâncias necessárias para investigação da célula.
Fonte
Reações:

Um comentário:

AVISO

Este site tem finalidades exclusivamente informativas.
É importante esclarecer que este site, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal.
Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a
manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação,independentemente de censura ou licença" (inciso IX).