domingo, 27 de março de 2016

Cinco alimentos que fazem bem para o coração



Vinho está na lista, mas deve ser consumido com moderação

Por Renata Demôro

Para levar uma vida saudável é preciso praticar atividades físicas e equilibrar a dieta. Estudos recentes revelam que escolher o que é colocado no prato pode reduzir o risco de desenvolver doenças do coração. A seguir, saiba o que não pode faltar na sua alimentação para evitar problemas cardiovasculares:

 Vinho
A primeira dica é beber com moderação: “uma taça ao dia é suficiente para obter o que o vinho tem de melhor, mas o suco de uva integral também é benéfico para a saúde coração”, recomenda a médica ortomolecular Anna Bordini. De acordo com a nutróloga Liliane Oppermann, “ a bebida é fonte de resveratrol, um antioxidante que inibe a agregação de plaquetas, prevenindo o surgimento de arteriosclerose e trombose”.

Castanhas
De acordo com Anna Bordini, “nozes, amêndoas e castanha-do-pará são ricas em ômega-3, que atua como um anti-inflamatório natural nos vasos sanguíneos e reduz os triglicérides, prevenindo o desenvolvimento de doenças cardíacas. Fonte de cálcio, magnésio, fósforo, selênio e vitaminas B e E, as oleaginosas também controlam a formação de radicais livres e melhoram o funcionamento da tireoide. Para aproveitar os benefícios, consuma, diariamente, uma castanha-do-pará, duas nozes ou quatro amêndoas”.

Azeite extravirgem
O azeite de oliva extravirgem diminui o colesterol total e eleva as taxas do bom colesterol (HDL) no sangue. “Este alimento é rico em ácidos graxos monoinsaturados, que diminuem a agregação plaquetária e previnem o surgimento de coágulos sanguíneos e placas na parede dos vasos”, diz a ortomolecular Anna Bordini. Para aproveitar tudo que o azeite tem de bom, a médica recomenda o consumo de duas colheres de sopa diárias.

Peixes de águas geladas

“Peixes de águas geladas, como salmão, atum, sardinha e truta, são ricos em ômega-3, capaz de controlar a pressão sanguínea e prevenir o desenvolvimento de arteriosclerose, que provoca o endurecimento das artérias”, explica Anna. Para a nutróloga Liliane Oppermann, “se você quer melhorar a concentração do mau colesterol (LDL) no sangue e reduzir a inflamação nos vasos sanguíneos, consuma 100 g destes peixes, no mínimo, duas vezes na semana. Se preferir, você pode consumir 1 g de suplemento de óleo de peixe, todos os dias”. 

Cebola

Segundo Anna Bordini, “a cebola tem grande poder anti-inflamatório e bactericida. É rica em vitaminas do complexo B e vitamina C, além de conter flavonoides com propriedades antioxidantes, que protegem a função cardíaca e reduzem o teor de gordura no sangue, minimizando o risco de trombose e aterosclerose”. O ideal é adicionar a cebola a pratos quentes e saladas, completando 100g do alimento por dia. 
por Fernando Ramos, em 28.03.14
http://fazbemasaude.blogs.sapo.pt/cinco-alimentos-que-fazem-bem-para-o-14319

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

AVISO

Este site tem finalidades exclusivamente informativas.
É importante esclarecer que este site, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal.
Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a
manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação,independentemente de censura ou licença" (inciso IX).