quinta-feira, 26 de maio de 2016

O cloreto de magnésio produz equilíbrio mineral, impulsiona os órgãos e suas funções, como os rins, para eliminar o ácido úrico.

Você muito provavelmente já ouviu falar do cloreto de magnésio.

Quem já tomou esse medicamento natural sempre fica impressionado com os seus maravilhosos resultados.

Não é por menos.

O cloreto de magnésio produz equilíbrio mineral, impulsiona os órgãos e suas funções, como os rins, para eliminar o ácido úrico. 

Recupera as articulações, purifica o sangue, revitaliza o cérebro, rejuvenesce e conserva a juventude até alta idade.

A água de cloreto de magnésio é a melhor forma de consumir este remédio natural.

Não compre em cápsulas, que, além de mais caro, não tem a eficiência desta receita.

Qualquer boa loja de produto natural vende o cloreto de magnésio.

Um pacotinho de 33 gramas é baratinho, custa entre R$ 5,00 e R$ 10,00.

Mas tem que ser o cloreto de magnésio PA (a sigla significa "puro para análise").

O PA aparece na embalagem quando é esse tipo de cloreto de magnésio.

Ele não vicia o organismo, mas deixando de tomá-lo perde-se a proteção por caírem as reservas de magnésio. 

As doenças, dores e o desgaste natural serão bem atenuados ou até eliminados com o consumo da água de cloreto de magnésio.

A dose é um copinho de café, conforme a idade.

A tabela abaixo facilita:

Idade: 

De 10 a 40 anos: metade de uma dose pela manhã
de 40 a 70 anos: uma dose pela manhã

de 71 em diante: uma dose pela manhã e outra à noite

Seus principais efeitos são:

- Previne esclerose múltipla

- Previne gripes

- É um excelente reforço para o tratamento contra o câncer

- Previne o acúmulo de gordura localizada

- Combate a obesidade

- Atrasa o envelhecimento

- Elimina a prisão de ventre

- Cura hemorróidas e problemas de próstata

- Ajuda a curar artrite, artrose, reumatismo, bico de papagaio, esporão e problemas nas articulações, inclusive nos joelhos.

COMO PREPARAR A ÁGUA DE CLORETO DE MAGNÉSIO

Use uma água pura, sem cloro e, se possível, também sem flúor.

Dissolva numa jarra 33 gramas de cloreto de magnésio em 1 litro de água filtrada. 

Depois de bem misturado, colocar em uma jarra de vidro (não use recipiente de plástico). 

A dose é de um copinho de café, conforme a idade (ver tabela acima).

O cloreto de magnésio é contraindicado em casos de diarreia e de insuficiência renal. 

E o uso exagerado (grandes doses) pode causar náuseas, vômitos, diarreia e desconforto abdominal. 

Para um consumo mais seguro do cloreto de magnésio, consulte seu médico antes.
 



Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

AVISO

Este site tem finalidades exclusivamente informativas.
É importante esclarecer que este site, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal.
Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a
manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação,independentemente de censura ou licença" (inciso IX).