sexta-feira, 27 de maio de 2016

O texto não é meu, é de um médico e é sobre o Cancro


O texto a seguir é do Dr. Mercola, decidi transcreve-lo porque também de uma forma ou de outra concordo com ele.
Dr. mercola tem um site, um dos mais lidos no Mundo Google.
“ Imagine um avião que cai e provoca muitas mortes. Essa notícia ia de certeza ser falada em todos os jornais importantes. Mas, nós temos o equivalente a 8 ou 10 aviões com pessoas a morrer de cancro todos os dias.
Apesar de todos os avanços anunciados, milhões são diagnosticados com cancro e em Portugal 1 em cada 4 portugueses morre com cancro.
A medicina parece não estar a conseguir encontrar uma “cura para o cancro”, pois o cancro converteu-se numa epidemia com proporções assombrosas. As estatísticas falam por si:
No ano 1900, uma em cada 20 pessoas desenvolviam cancro
Na década de 40, uma em cada 16 pessoas desenvolviam cancro
Na década de 70, uma em cada 10
Hoje, uma em cada 3
É noticiado que as taxas de mortalidade estão a diminuir, mas os números de óbitos continua a aumentar, o que está acontecer? A resposta talvez seja simples: “ a guerra contra o cancro” tem sido uma farsa durante os últimos 40 anos.
 A epidemia do cancro é um sonho para as grandes farmacêuticas, e suas campanhas em ocultar a cura contra o cancro têm sido extremas.
A máquina do Cancro
Por favor compreenda que o cancro é um grande negocio. A industria do cancro não investe absolutamente nada dos seus recursos ( por isso eu não contribuo com moeda nenhuma no peditório para o cancro) em prevenções eficazes, como indicações alimentarias, exercício e educação na saúde. Ao contrário investe o seu dinheiro no tratamento do cancro. A prevenção não dá dinheiro, o tratar dá, mas o problema é que na maioria dos casos não trata.
Para quê que uma industria iria investir contra os seus próprios lucros? Se são capazes de manter o bom funcionamento da maquina do cancro, o que lhes garante grandes lucros, com medicamentos como a quimioterapia, radioterapia, exames médicos e cirurgias.
Um típico paciente de cancro gasta ao estado perto de 50 000 Euros para combater a doença, muitas vezes morrendo no final ou nos próximos 5 anos. Os medicamentos de quimioterapia são dos mais caros.
Se a indústria do cancro permitir uma cura, esta renda astronómica desaparecerá. É melhor manter este fluxo constante de pacientes com cancro com vida, mas doentes para que continuem a voltar.
Como se criou este monstro social?
O documentário Cancer: Forbidden Cures é bem informativo. Nele se explica como a indústria farmacêutica se associou com a Associação Médica Americana (AMA) num engenhoso plano para controlar o sistema medico em quatro passos simples e rápidos, isto por volta do ano 1900. Em poucas palavras foi algo similar a isto:
Os banqueiros internacionais e ao mesmo tempo donos das indústrias farmacêuticas e químicas conseguiram o controlo sobre a educação medica (escolas de medicina e o que era ensinado), isto há mais de 100 anos.
Oferecem doações à AMA e às escolas de medicina, em contrapartida elas apontam nas direções guiadas pela farmacêutica.
Apesar das enormes quantidades de dinheiro destinado à investigação do cancro, dois em três pacientes com cancro morrerá dentro de cinco anos depois de receber a totalidade ou parte do tratamento protocolizado pelas Associações, neste caso – cirurgia, radioterapia e quimioterapia.
Durante os últimos cem anos muitos tratamentos naturais contra o cancro têm sido desenvolvidos e utilizados com êxito, mas têm sido descartados, silenciados e escondidos debaixo da sombra do monopólio medico, que ataca, difama e chega mesmo a encarcerar médicos e investigadores, arruinando-os profissionalmente por atreverem-se a desafiar o estabelecimento medico.
Com o fim de proteger o monopólio medico, qualquer tratamento natural viável enfrentará oposição massiva por parte das indústrias farmacêuticas e medicas. As companhias farmacêuticas não têm interesse em agentes naturais que não podem patentear, logo não são fonte de lucro, por isso tem-se criado sempre medidas para evitar que a verdade sobre os tratamentos naturais chegue a público.
As minhas Estratégias para prevenir o Cancro
Há tantas coisas que pode fazer para reduzir o risco de cancro. Por favor não fique à espera que o diagnostiquem- há que tomar medidas preventivas AGORA. É muito mais fácil prevenir o cancro que trata-lo, uma vez desenvolvido. Acredito que pode eliminar o risco de cancro e de doenças cronicas e também melhorar radicalmente suas possibilidades se já tem cancro, seguindo estas estratégias simples:
 - Coma pelo menos um terço dos alimentos crus, evite fritar ou assar em carvão; escalfe ou cozinhe a vapor. Junte à sua alimentação alimentos inteiros que combatem o cancro como algumas ervas, especiarias e suplementos, como os brócolos, a curcuma e o resveratrol ( presente nas uvas pretas).
- Reduza ou elimine da sua alimentação os alimentos processados, como açúcar e farinhas brancas.
- Reduza a proteína, e quando a comer considere de alta qualidade como ovos orgânicos de galinhas caseiras, abacates e óleo de coco.
- Tome probióticos naturais, para melhorar a sua flora intestinal, reduzir a inflamação e fortalecer a resposta imune. Alguns pesquisadores sugerem que a inibição das citoquinas inflamatórias pode atrasar a evolução do cancro.
- Faça exercício – o exercício reduz os níveis de insulina, o que cria um baixo nível de açúcar que diminui o crescimento do cancro.
Investigadores do cancro recomendam fazer exercício com regularidade para reduzir o risco de cancro e ajudar a melhorar a quem já tem. O exercício pode ajudar na apoptose (morte celular programada) nas células cancerosas. Um bom programa de exercício deve incluir equilíbrio, força, e flexibilidade.
- Você pode reduzir para metade o seu risco de ter cancro, se melhorar os sues níveis de vitamina D, com exposição solar adequada.
- Durma, durma o suficiente, dormir pouco pode interferir com a produção de melatonina, que se associa a maior risco de resistência à insulina e aumento de peso, os quais contribuem para o cancro.
 - Reduza a sua exposição a toxinas ambientais como pesticidas, herbicidas, produtos químicos, inclusive os de limpeza, assim como ambientadores sintéticos e cosméticos tóxicos.
 - Reduza a sua exposição à radiação - proteja-se contra a radiação produzida por telefones celulares, torres, estações Hi-Fi, também reduza ao mínimo a exposição a radiação de exames  médicos como Raio X, incluindo raios X aos dentes, tomografias computorizadas e mamografias."
 Manejo do stress - o stress é um importante contributo para a doença, crê-se que 85% das doenças são impulsionadas ou agravadas por factores emocionais. 


http://casadasaudenatural.blogspot.com.br/
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

AVISO

Este site tem finalidades exclusivamente informativas.
É importante esclarecer que este site, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal.
Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a
manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação,independentemente de censura ou licença" (inciso IX).