domingo, 27 de abril de 2014

Circuncisão evita o câncer de próstata, dizem pesquisadores canadenses

Pacientes submetidos ao procedimento após os 35 anos têm em média 45% menos risco de desenvolver o tumor. Especialistas ponderam que a constatação precisa ser mais investigada até a cirurgia ser indicada como preventiva
 
Bruna Sensêve



Clique na imagem para ampliá-la

A circuncisão é um procedimento cirúrgico em que se remove o prepúcio, a pele que recobre a glande (cabeça do pênis). A cirurgia é fácil, rápida — com duração de cerca de 10 minutos — e apresenta taxas de complicações abaixo de 0,5%, sendo as mais comuns sangramentos, infecções e insatisfação estética. Como qualquer outra cirurgia, demanda a anestesia, o que não deve provocar qualquer dor ao indivíduo. Nem dor, nem um número cada vez mais crescente de infecções, especialmente as sexualmente transmissíveis. Pesquisadores da Universidade de Montreal, no Canadá, trazem uma nova possível relação do procedimento com a prevenção de doenças. Segundo eles, é possível que a simples cirurgia proteja contra o desenvolvimento do câncer de próstata. Mais curioso ainda é quando os homens podem ser submetidos ao procedimento com esse fim: após os 35 anos de idade.

O estudo incluiu entrevistas com 1.590 casos confirmados patologicamente de câncer de próstata em um hospital francês de Montreal, entre 2005 e 2009, além de 1.618 controles populacionais, ou seja, que não desenvolveram a doença. Em geral, homens circuncidados tiveram um risco ligeiramente mais baixo, embora não estatisticamente significativo (11%), de desenvolver câncer de próstata do que os não circuncidados. A condição foi considerada realmente protetora em indivíduos circuncidados com 35 anos ou mais. A pesquisa demonstra que, nessa faixa etária, eles têm 45% menos risco de desenvolver câncer de próstata. Um efeito protetor mais fraco foi observado entre os submetidos à cirurgia dentro de um ano após o nascimento (14%). Constatou-se uma proteção ainda maior entre os homens negros circuncidados (60%).

“Nossos resultados fornecem novas evidências para um efeito protetor da circuncisão contra o desenvolvimento do câncer de próstata, especialmente para aqueles circuncidados depois de 35 anos de idade, embora a circuncisão antes de 1 ano também possa conferir proteção”, dizem os pesquisadores. A equipe foi liderada por Andrea Spencer, da Universidade de Montreal, e Marie-Élise Pais e Marie-Claude Rousseau, do Instituto Armand-frappier, da Universidade de Quebec. Eles não sabem qual é o mecanismo que permite a possível proteção com a cirurgia. “Ao contrário da pele que cobre o corpo, a superfície interna do prepúcio é composta principalmente de epitélio mucoso não queratinizado, o qual é mais facilmente penetrável por micróbios que provocam infecções”, explicou Pais. Segundo a pesquisadora, a remoção do prepúcio pode, por conseguinte, reduzir o risco de uma infecção que pode ser associada com o câncer da próstata.

FONTE:
http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/ciencia-e-saude/2014/04/22/interna_ciencia_saude,424047/circuncisao-evita-o-cancer-de-prostata-dizem-pesquisadores-canadenses.shtml
http://illuminatielitemaldita.blogspot.com.br/
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

AVISO

Este site tem finalidades exclusivamente informativas.
É importante esclarecer que este site, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal.
Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a
manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação,independentemente de censura ou licença" (inciso IX).