segunda-feira, 14 de julho de 2014

Benefícios e propriedades do chá de malva


Malva
Propriedades do chá de malva | Imagem: Reprodução

Do jardim para a horta, a malva serve como planta ornamental, hortaliça e chá medicinal!

malva (Malva sylvestris L., Malvaceae) cultivada como planta ornamental, por conta de suas belas flores, é originária da Europa e, além do seu uso na fitoterapia, a planta é usada como hortaliça desde o século VIII a.C. Esta espécie não deve ser confundida com outras existentes no Brasil ou no exterior e que são conhecidas pelo mesmo nome “malva”, mas pertencem a outros gêneros da mesma família botânica (ex. Sida, Pavonia, Abutilon e Althaea). Existem 243 gêneros da família das malváceas no mundo e aproximadamente 80 deles são encontrados na flora brasileira, ou são cultivados, como o quiabo, o algodoeiro,  a alteia, etc. É necessário muito cuidado para não confundir a espécie verdadeira (Malva sylvestris) com outras espécies semelhantes, pois as propriedades medicinais de algumas outras malvas são diferentes. Inclusive algumas dessas espécies de malva são utilizadas como adulterantes de chás vendidos em farmácias e casas de produtos naturais..
As flores da malva, frescas ou secas, são bastante consumidas nos países europeus, até mesmo mais consumidas do que as folhas.
Essa planta, comumente usada na medicina popular no Brasil, possui substâncias como taninos, mucilagens e óleos essenciais que são responsáveis por suas propriedades cicatrizantes, laxativas e emolientes. Na época renascentista, na Itália, era usada como cura de todos os males, inclusive nos conventos, onde suas flores eram usadas na forma de chá, como um calmante dos desejos sexuais. Na antiguidade também era usada em forma de uma poção à base de sumo da planta, para dar disposição durante todo o dia, Carlos Magno gostava de ter essa planta em seus jardins imperiais e os gregos a consideravam sagrada, pois imaginavam que a malva libertava o espírito da escravidão das paixões. Talvez isso se devesse ao efeito calmante, o mesmo que diminuía o desejo sexual nas freiras da Itália!
A malva é usada para tratamentos diversos e muitas de suas propriedades já foram comprovadas cientificamente. Veja algumas indicações da planta (folhas e flores):

Indicações da malva

Aftas podem ser tratadas com chá de malva
Trate aftas e gengivites | Imagem: Reprodução
  • compressas das folhas para tratar queimaduras de sol;
  • inflamações da boca (gengivite e afta, por exemplo) e garganta, são tratadas com gargarejos do chá;
  • úlcera;
  • gastrite;
  • prisão de ventre;
  • emplastro para curar abcessos, etc.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

AVISO

Este site tem finalidades exclusivamente informativas.
É importante esclarecer que este site, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal.
Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a
manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação,independentemente de censura ou licença" (inciso IX).