domingo, 27 de julho de 2014

Não leve este Ladrão para dentro de casa...Não o ofereça à sua Família


Quando era pequena, com 4 ou 5 anos vivia perto de uma aldeia chamada Á-dos-Loucos, onde diariamente um padeiro vinha vender pão, pão e bolos. Eu gostava tanto de bolos...eram as bolas de Berlim, os mil folhas, os pasteis de nata, etc... mas minha mãe dizia que não tinha dinheiro para me comprar um bolo todos os dias. Há 40 anos atrás a doçaria era cara, não era acessível à carteira de todos pelo menos diariamente, tínhamos que nos contentar com o pão-de-ló feito em casa que nem sempre saia bem.

As coisas mudaram, as prateleiras dos supermercados se encheram de ofertas doces, doces e económicas, ficando a doçaria acessível a todas as carteiras, hoje pode-se comprar 1,5 litro de "coca-cola" a partir de 40 cêntimos, há bolos mais baratos que o próprio pão, portanto a "falta de dinheiro" deixou de ser por enquanto a entrave ao açúcar. Por isso o aumento desproporcionado do consumo de açúcar nos dias atuais é assustador, assim cabe a cada um de nós a responsabilidade de querermos ser ou não "doces".
A pessoa fica nervosa e alguém diz: "Tragam um copo de água com açúcar..." a pessoa bebe o copo de agua com açúcar e a coisa passa. Passa porque o açúcar é um acido cristalizado que vai direto para o sangue e causa uma serie de alterações físicas e mentais. Cientificamente isto é explicado pelo encontro da insulina com um aminoácido chamado triptofano que é rapidamente convertido no cérebro em serotonina, um tranquilizante natural do corpo.
Atualmente tem-se alertado e escrito sobre os maus efeitos secundários do açúcar, mas este alerta não é novo, no ano de 1792 os melhores cientistas europeus fundaram uma Sociedade Anti-Açúcar, eles acreditavam que a peste Bubónica que tinha matado 30 000 pessoas em Londres tinha sido causada ou agravada pela grande ingestão de açúcar, porque os pobres de Inglaterra que viviam no campo e não tinham acesso ao açúcar não morreram.
O açúcar é um ladrão que colocamos dentro de nós para nos roubar, o açúcar para se metabolizar necessita de vitamina B1, B2, B3, magnésio, zinco, cálcio, deixa-nos tão ácidos, que ficamos à mercê de qualquer infeção.
Se eu bebo um sumo de maçã com beterraba, é um sumo rico em açúcar, mas também em nutrientes necessários para metabolizar todo o sumo, mas se eu bebo uma bebida feita de aromas sintéticos  com açúcar refinado ( refrigerantes), meu corpo tem de ir ás reservas internas para poder metabolizar este açúcar, isto significa que meu corpo vai ter de ir ás reservas orgânicas buscar substâncias para poder lidar com o açúcar, isto chama-se roubo orgânico, ele esgota as vitaminas do complexo B, como:
- Tiamina
- Riboflavina
- Niacina
- Vitamina B6
A deficiência destas vitaminas, produz:
- Fadiga
- Irritabilidade
- Confusão mental
- Depressão
- Sintomas de Stress
Além disso, o açúcar desequilibra o eixo do Hipotálamo- Hipófise- Pâncreas, ou seja o sistema endócrino. Quando se come muito açúcar, deixa de funcionar o sistema hormonal e aparece o Hiperinsulinismo.
Come-se açúcar, como resposta fisiologica, o pâncreas produz muita insulina, o que desce o açúcar no sangue, o que leva ao desejo de comer mais açúcar, e assim sucessivamente; a pessoa passa a viver entre valores altos de açúcar no sangue e valores baixos, estes picos acima e abaixo levam a uma grande quantidade de problemas.
Quando a curva da glicemia se altera continuamente a pessoa sofre de irritabilidade e de depressão, e a culpa não é da "crise" é do açúcar, é da "crise" interna.
Está demonstrado que a Hipoglicemia reactiva acompanha os sintomas mentais patológicos, o açúcar é muito, muito mau para as crianças, chega até a ser preocupante.
Conhecem alguma criança com problemas de hiperatividade/ falta de concentração que não consuma açúcar?
Pensem nisto...as crianças hiperativas e caprichosas podem ter estas atitudes por alterações na glicemia por dietas açucaradas; sintomas de hipoglicemia são:
- fadiga
- fome
-dor de cabeça
- falta de claridade mental
- visão borrosa
- náuseas
- ansiedade, ou até mesmo fobias e ataques de pânico.
Retire por duas semanas todo o açúcar que significa tudo o que é feito com açúcar industrializado à criança, substitua por fruta, a fruta tem o açúcar que o corpo da criança precisa e veja o que acontece.
É muito normal que diga: " meu filho se tranquilizou".
Pesquisadores acreditam que morrem 35 milhões de pessoas por ano devido ao açúcar, num artigo publicado no jornal Nature afirmaram: "um pouco não é problema, mas muito mata lentamente", e claro nosso Estado português precisa de ir buscar dinheiro aos contribuintes e não sabe como, dai esta noticia ter dado uma nova ideia económica, e assim para o ano que vem além do tabaco, álcool, os açucares e os refrigerantes também vão ser taxados ou seja vão ficar mais caros.
Visto isto...e tantas coisas mais...coisas más...claro...é hora de abandonar o açúcar.

Fonte: casa da Saúde
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

AVISO

Este site tem finalidades exclusivamente informativas.
É importante esclarecer que este site, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal.
Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a
manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação,independentemente de censura ou licença" (inciso IX).