domingo, 7 de setembro de 2014

3 remédios caseiros contra a dor de cabeça

A dor de cabeça é um dos problemas de saúde mais comuns. Algumas pessoas sofrem de dor de cabeça frequentemente, enquanto que outras quase nunca têm dor de cabeça. Embora a dor de cabeça possa provocar sofrimento e angústia, felizmente, poucas vezes representa um problema de saúde mais serio.
Se já está cansada de tomar medicamentos e quer tentar aliviar a sua dor de cabeça com remédios naturais, preste atenção aos seguintes.
Vinagre de maçã e mel de abelha. Acrescente 1 colher (de café) de vinagre de maçã e 3 colheres (de café) de mel a um copo de água quente. Mexa para dissolver o mel. Deixe arrefecer um pouco e beba em seguida. Pode tomar 2 ou 3 copos por dia, até que a dor de cabeça alivíe.
Vaporização com menta. Acrescente 4 gotas de essência de menta a uma bacia cheia com água fervente. Aproxime-se e inale e exale os vapores, lentamente, durante 5 minutos. Se tiver uns saquinhos de chá de menta também os pode usar para o mesmo fim. Para isso, humedeça os saquinhos em água quente, escorra-os e aplique-os nos olhos fechados durante 10 minutos. Sentir-se-à muito mais relaxada.
Vinho branco. Não, não é para beber! É para aplicar! Mergulhe um pano numa mistura de vinho branco e água. Esprema-o ligeiramente e coloque-o na zona onde sente a dor. Depois, faça com ele suaves massagens, em sentido circular. Em poucos minutos sentirá alivio.
Nota: apesar de ser um problema comum, qualquer alteração no padrão da dor de cabeça deve ser comunicada ao médico pois, nesse caso, poderia estar associada a um problema de saúde mais complicado.
http://osmeusremedioscaseiros.blogspot.com.br
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

AVISO

Este site tem finalidades exclusivamente informativas.
É importante esclarecer que este site, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal.
Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a
manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação,independentemente de censura ou licença" (inciso IX).