quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Como higienizar frutas e verduras


--> Uma dona de casa que se preze precisa cuidar bem da saúde da família.

Sem dúvida a cozinha é a área que mais requer limpeza e cuidados.

No entanto, há dois mitos em torno do processo de higienização:

1 – É mito dizer que os microrganismos contidos nas frutas verduras são eliminados quando elas são colocadas de molho em vinagre.

O vinagre não é suficiente para acabar com as bactérias vindas nos alimentos.

É preciso substituí-lo por cloro – recomendado, inclusive, pelo Ministério da Saúde.



2 – É também um mito dizer que colocar o alimento para lavar numa bacia com água tira a sujeira.

Na verdade, a sujeira apenas se espalha. Por isso é importante lavar em água corrente.

Veja, agora, como os especialistas recomendam a higienização dos alimentos:

Assim que chegar da feira, o primeiro passo é tirar as partes danificadas ou não comestíveis da verdura e legumes.

Feito isso, lave o alimento em água corrente, retirando toda a sujeira que puder.

Você pode contar com a ajuda da esponja e de um sabão neutro.

Em seguida, misture para cada litro de água potável uma colher de sopa de água sanitária sem cheiro, sem corante e sem detergente.

Acrescente os vegetais e legumes nessa solução de cloro, ficando atento para nenhuma parte do alimento ficar de fora e espere por 20 minutos para escorrer.

Depois desse procedimento, o alimento pode ser guardado na geladeira ou consumido imediatamente.

Frutas como banana e mamão não precisam desse preparo todo, pois não são consumidas com a casca. - See more at: http://www.curapelanatureza.com.br/2014/08/como-higienizar-frutas-e-verduras.html#sthash.zL5NkVQy.dpuf
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

AVISO

Este site tem finalidades exclusivamente informativas.
É importante esclarecer que este site, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal.
Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a
manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação,independentemente de censura ou licença" (inciso IX).