quinta-feira, 26 de maio de 2016

Receita de chá incomparável para tratar azia


Você já sentiu uma sensação de como se o estômago estivesse queimando? Pois bem. Tal ocorrência sintomática trata-se da azia ou pirose. Palavra derivada do grego “pýroses” (queimar), a pirose é característica por provocar um ardor que tem como início a “boca do estômago” seguindo até a faringe. A mesma é responsável por causar ânsia de vômito, intenso ardor e ainda por elevar a produção de saliva.

Causas da azia

Mas, você sabia que a azia é nada mais é do que o sintoma de algum problema relacionado ao sistema digestivo? Isso mesmo. Pode ser o aparelho digestivo dando sinal de que está sendo afetado por algo como uma inflamação no esôfago, uma irritação ou mesmo refluxo gastroesofágico.
A sensação de queimação, por sua vez, é uma consequência do ácido gástrico liberado, o qual tem como finalidade facilitar a digestão dos alimentos. Entretanto, externo ao estômago, o mesmo acaba irritando as paredes sensíveis do sistema digestivo, causando assim a sensação terrível de queimação. Em geral, uma alimentação desequilibrada é o fator principal que provoca o surgimento desse problema.
Receita de chá incomparável para tratar azia
Foto: Reprodução/ internet

Chá para infalível para combater a azia

Para auxiliar no tratamento medicamentoso do problema, uma das receitas caseiras naturais mais recomendadas é a do chá à base de erva cidreira e espinheira santa.
A primeira planta é conhecida por estimular a digestão e assim evitar o surgimento da queimação. A segunda erva, por sua vez, possui propriedades analgésica, antiácida e adstringente, as quais são ideais para combater a azia.

Receita do chá

Ingredientes:

1 litro de água
2 colheres (de sopa) de folhas secas de espinheira-santa
3 colheres (de sopa) de folhas frescas de erva-cidreira

Modo de preparo e utilização:

Adicione todos os ingredientes em uma panela e leve ao fogão para fervura. Assim que a mistura começar a ferver, permaneça com as ervas em cozimento durante cinco minutos. Depois, desligue o fogo e deixe a mistura esfriar. Ao notar que o líquido ficou morno, coe o mesmo e consuma ou sirva logo em seguida.
É importante ressaltar que, esta bebida, apenas deve ser ingerida por até quatro vezes ao dia (quatro xícaras). De preferência, logo depois de cada refeição.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

AVISO

Este site tem finalidades exclusivamente informativas.
É importante esclarecer que este site, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal.
Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a
manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação,independentemente de censura ou licença" (inciso IX).